Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia

Sessenta chefes por 6316 € cada

Há empresas na área de Obras Públicas, Transportes e Comunicações que contam com 158 chefes, como a Refer. Salários atingem os 8224 euros.
27 de Junho de 2010 às 00:30
Adriano Moreira defende reforma do sector empresarial à semelhança da feita na Administração Pública
Adriano Moreira defende reforma do sector empresarial à semelhança da feita na Administração Pública FOTO: D.R.

As empresas públicas têm uma média de 60 cargos de chefia, com um ordenado médio de 6316 euros por mês. Estas foram as conclusões de um levantamento do PSD junto do Governo sobre o número e a remuneração das chefias das empresas do Estado.

Os deputados sociais-democratas que integram a Comissão de Obras Públicas, Transportes e Comunicações enviaram requerimentos ao Governo com diversas questões sobre 15 empresas públicas nesta área. Por enquanto, o Ministério liderado por António Mendonça ape-nas respondeu sobre sete: Metro de Lisboa, ANA Aeroportos, ANAM – Aeroportos da Madeira, Carris, Refer – Rede Ferroviária Nacional, Naer – Novo Aeroporto e STCP – Sociedade de Transportes Colectivos do Porto. Mas já é possível retirar conclusões (ver tabela).

A Refer é a empresa com maior número de chefias. Ao todo, são 158. Se contabilizarmos as sete empresas em questão, a média situa--se nos 60 cargos de chefia. Ao nível de remunerações, a ANA é a empresa com salários mais elevados, que atingem os 8224,10 euros por mês. No cômputo geral, porém, a média de vencimentos praticados é de 6316,79 euros mensais.

Face a estes dados, os deputados laranja enviaram um novo requerimento em que questionam o Governo sobre a intenção de reduzir chefias e os salários nas empresas públicas. O PSD aguarda igualmente as respostas em falta relativas às restantes seis empresas: EP, Metro do Porto, CP, TAP e CTT.

SAIBA MAIS

GASTOS DE 2009

O Estado gastou em 2009 mais de dois mil milhões de euros com as empresas públicas.

5%

O Governo vai reduzir em 5% os salários dos titulares de cargos políticos, gestores públicos e dirigentes de entidades reguladoras.

CONGELAMENTO

O Governo congelou este ano os salários na Administração Pública, medida que abrange também o sector empresarial.

CONTRATOS DE SERVIÇO PÚBLICO

Os dados solicitados pelo PSD pretendem servir de sustentação à proposta para a celebração de contratos de serviço público entre as empresas e o Estado. 'Queremos que seja clarificado o conceito de serviço público, e quantificado', explicou ao CM Adriano Rafael Moreira, garantindo que a iniciativa passa por uma preocupação com o endividamento e com o défice.

OS SALÁRIOS DAS CHEFIAS

 Total chefias

 Número níveis

 Chefias 1.º nível

 Salário 1.º nível 

 Chefias 2.º nível 

 Salário 2.º  nível

 Chefias 3.º nível 

Salário 3.º  nível

 Chefias 4.º nível 

 Salário 4.º nível 

 Chefias 5.º nível 

 Salário 5.º nível

 Metro Lisboa

 50

 5 

 3

 6062,73

 10 

 5287,35 

 5148,63

 21 

 4526,53

11 

4145,62 

 ANA

 110

4

 20

 8224,10

 39

 5802,89

41

  4203,62

10

 3285,29

 

 

 ANAM

 31

 4 

 3

 6700,76

 6 

 5412,07 

10

 3890,61

 12 

 3177,79

 

 

 Carris

 42

 4 

 2

 5249,46

  17 

 4992,41 

6

 4437,69

 17 

 3605,63

 

 

 REFER

 158

 4

 11

 6246,00

 35

 5935,00

70 

 5629,00

 42

 5363,00

 

 

 NAER

 5

 3

 3

 7684,48

 1 

 5220,65

1

 4798,9

 

 

 

 

 STCP

 46

 3

 2

 4050,00

 8 

 3950,00

 36

 3600,00

 

 

 

 

 Média

 

 

 

 6316,79

 

 5228,62

 

 4529,78

 

 

 

 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)