Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
2

Severiano defende readaptação

O ministro da Defesa defendeu ontem a readaptação da Manutenção Militar e lembrou a criação de um grupo de trabalho para elaborar um estudo “com propostas” destinadas a solucionar as dívidas daquela estrutura.
9 de Novembro de 2007 às 00:00
Severiano Teixeira defende readaptação da Manutenção Militar
Severiano Teixeira defende readaptação da Manutenção Militar FOTO: Duarte Roriz
Severiano Teixeira reagiu deste modo a um relatório divulgado quarta-feira pelo Tribunal de Contas (TC), e publicado pelo CM, segundo o qual a Manutenção Militar deve, desde 2005, 30 milhões de euros a fornecedores, maioritariamente na área alimentar.
“A Manutenção Militar é uma estrutura antiga, que foi constituída para dar resposta a uma realidade que hoje não existe, portanto é necessário readaptar essa estrutura àquilo que são as realidades e os desafios de hoje”, disse Severiano Teixeira.
Uma auditoria do TC às dívidas não financeiras da Manutenção Militar, que garante a alimentação dos militares, detectou que 27 por cento dos fornecedores tinha créditos superiores a cinco milhões de euros, num total de 29,9 milhões de euros. Aos restantes fornecedores (73 por cento) a Manutenção Militar deve a cada um menos de cinco milhões de euros, reportando-se estes maioritariamente a géneros alimentares.
No total a dívida ascende os 30 milhões de euros. “Está já a trabalhar, desde Junho, um grupo de trabalho no sentido de apresentar um estudo com propostas para dar solução às situações que se coloquem à Manutenção Militar”, acrescentou o ministro.
Ontem, em Conselho de Ministros foi aprovado o Ensino Superior Militar. “A primeira de um conjunto de grandes reformas”, afirmou fonte do ministério da Defesa.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)