Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia

Sindicato estima adesão à greve de 80% dos trabalhadores do fisco

O Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos (STI) estima que 80 por cento dos funcionários do sector adiram à greve que tem início esta quarta-feira em protesto contra o congelamento dos concursos e da avaliação permanente.
3 de Novembro de 2010 às 10:00
Os funcionários das finanças iniciam esta quarta-feira uma greve de 20 dias
Os funcionários das finanças iniciam esta quarta-feira uma greve de 20 dias FOTO: Vitor Mota

"A greve só começa às 9 horas, mas calculamos que a adesão atinja os níveis  que atingiu na última paralisação, em maio, quando chegou aos 80 por cento",  disse à Lusa o presidente do STI, Hélder Ferreira.    

Os funcionários das finanças iniciam esta quarta-feira uma greve de 20 dias, até  à greve geral de 23 de novembro, estando prevista para esta tarde uma manifestação  frente à Assembleia da República, em Lisboa.  

A greve, convocada pelo Sindicato a 19 de outubro, será de âmbito  nacional e, a partir de quinta feira, de âmbito distrital até 30 de novembro. 

Na terça feira, o STI admitiu à Lusa agir judicialmente contra o ministério  das Finanças por litigância de má fé, caso tenha sido invocado o interesse  público para justificar o congelamento de concursos e da avaliação permanente. 

 

 

 

 

GreveFinançasImpostosFuncionáriosProtestoConcursosSindicato
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)