Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
1

Sindicato da Hotelaria da Madeira mantém greve

Paralisação convocada para 30 e 31 de dezembro e 1 de janeiro.
27 de Dezembro de 2014 às 12:50
Sindicato criticou a indisponibilidade de empresários e do governo madeirense para dialogar
Sindicato criticou a indisponibilidade de empresários e do governo madeirense para dialogar FOTO: Getty Images

O Sindicato dos Trabalhadores da Hotelaria da Madeira anunciou este sábado que se mantém a convocação da greve para 30 e 31 de dezembro e 1 de janeiro, e criticou a indisponibilidade de empresários e do governo madeirense para dialogar.


"Nós estamos disponíveis para conversar e ainda há tempo", disse o dirigente sindical do setor madeirense, Leonel Nunes, em conferência de imprensa.


O sindicalista salientou que, "nesta fase, vésperas da greve agendada, não houve qualquer interesse por parte dos patrões e das secretarias regionais do Turismo ou dos Recursos Humanos [governo da Madeira] para se sentarem, para se entenderem e tentarem ultrapassar um problema que pode ser, no futuro, o fim da galinha dos ovos de ouro na região [turismo]".



sindicato hotelaria madeira greve
Ver comentários