Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
2

Sines bate Lisboa em salários

Ganho de um munícipe de Sines é de 1788 euros mensais.
Pedro H. Gonçalves 7 de Abril de 2017 às 08:41
Refinaria de Sines é um dos pilares do concelho e faz subir a média salarial
Dinheiro
Carteira
Refinaria de Sines é um dos pilares do concelho e faz subir a média salarial
Dinheiro
Carteira
Refinaria de Sines é um dos pilares do concelho e faz subir a média salarial
Dinheiro
Carteira
Lisboa é um dos municípios que mais empresas concentram, mas não é aquele onde os vencimentos são mais elevados.

O primeiro lugar do pódio é ocupado por Sines. Cada munícipe deste concelho tem um ganho médio mensal de 1788 euros, batendo Oeiras, que surge em segundo lugar. E nem a fechar o pódio surge a capital. Os munícipes do concelho alentejano de Castro Verde ganham em média 1605 euros. Lisboa só surge em quarto lugar, com 1574 euros.

Os dados são de organismos oficiais e foram tratados pela PORDATA, que ontem os divulgou no portal online com a intenção de fazer o retrato dos municípios portugueses em ano de eleições autárquicas.

A ajudar a cimentar a posição de Sines como o concelho onde se é mais bem pago estão o porto da cidade e a refinaria.

No caso do município de Castro Verde, a explicação pode estar na indústria mineira sediada no concelho, apurou o CM.
Do outro lado do ranking, a lista dos locais onde menos se ganha é liderada por Celorico da Beira. É o concelho de todas as 308 autarquias onde o vencimento é pior: pouco mais de 685 euros. São por isso precisos, em média, dois meses e meio de trabalho em Celorico da Beira para se obter um mês de rendimento equivalente ao de Sines.

Apesar de não liderar no concelho onde mais se ganha, Lisboa está no topo no poder de compra per capita, com os lisboetas a terem mais do dobro do poder de compra face à média do País, seguindo-se Oeiras e Porto. Já os concelhos da Madeira são os mais pobres: Ponta do Sol e Câmara de Lobos figuram no fundo da lista. No continente, o título vai para Celorico de Basto, terra do Presidente da República, onde o poder de compra é pouco mais de metade da média nacional.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)