Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia

“Sistema financeiro longe de estar são”

O director-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI) considerou esta terça-feira que o sistema financeiro está ainda longe de estar são e defendeu a necessidade de intensificar os planos de apoio aos bancos e a coordenação internacional.
17 de Fevereiro de 2009 às 09:50
O director-geral do FMI, Dominique Strauss-Kahn
O director-geral do FMI, Dominique Strauss-Kahn FOTO: d.r.

"O sistema financeiro no Mundo inteiro ainda não está são e os efeitos do relançamento não são para já suficientemente importantes", afirmou Dominique Strauss-Kahn, entrevistado pela rádio France Inter.  

De acorro com este responsável, os Estados seguiram as recomendações do FMI quanto aos planos de relançamento da economia real, mas é do lado dos bancos que a situação ainda obriga a intervenções.

"É preciso ir até ao fim da limpeza do balanço dos bancos", argumenta Dominique  Strauss-Kahn, sublinhando que isso "não se faz de repente" e que os planos postos em prática “vão na boa direcção, mas não suficientemente longe".  

Durante a entrevista, o director-geral do FMI apelou ainda ao reforço da concertação mundial, alegando que, "apesar de ter melhorado, a coordenação ainda não vai suficientemente longe". 

 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)