Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
6

Situação sem paralelo no País

O ministro das Finanças considerou ontem que a situação financeira da Madeira "não tem paralelo nacional", alertando, contudo, que "os factos relativos à dívida foram revelados pelo Tribunal de Contas em Abril", altura em que o PS era Governo.
7 de Outubro de 2011 às 01:00
Vítor Gaspar diz que situação na Madeira foi conhecida em Abril
Vítor Gaspar diz que situação na Madeira foi conhecida em Abril FOTO: Manuel de Almeida/Lusa

Vítor Gaspar falava no Parlamento num debate de actualidade requerido pelo PS sobre a situação financeira na região. Segundo o ministro, a divulgação do relatório sobre a situação financeira da região não tem precedência na história da democracia, em termos de transparência, e afirmou estar-se perante "enormes violações dos limites de endividamento". O ministro adiantou também que a informação sobre a situação orçamental da Madeira "continuará a ser analisada".

O PS, pela voz do líder parlamentar Carlos Zorrinho, admitiu que se está perante um caso de "ocultação política" e de "omissão cúmplice" do Governo para beneficiar o PSD-Madeira nas eleições de domingo. Zorrinho lamentou que os madeirenses se preparem para votar "e tudo o que conhecem é o resultado de um relatório elaborado pelo Governo Regional a pedido do Governo da República". "Se tudo isto não é uma operação de ocultação política e de omissão cúmplice a benefício eleitoral do PSD-Madeira e de Alberto João Jardim, pelo menos parece", declarou.

O CDS-PP, por seu lado, acusou o PS e o PSD de serem "o bloco central da ocultação das dívidas". "Talvez se perceba agora porque é que, após as eleições legislativas de dia 5 de Junho, Alberto João Jardim veio defender uma coligação entre o PSD e o PS a nível nacional. Era o bloco central da ocultação das dívidas", afirmou José Manuel Rodrigues, que é deputado nacional pelo CDS-PP e também cabeça-de--lista do partido às eleições regionais.

MADEIRA ELEIÇÕES CRISE DÍVIDA VÍTOR GASPAR FINANÇAS
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)