Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
9

Sócrates acelera Alqueva

Dentro de quatro anos e meio será possível retirar da barragem de Alqueva água para regar um total de 20 mil hectares. Neste momento, regam-se somente cinco mil.
3 de Abril de 2005 às 00:00
'O Alentejo não pode continuar a arrastar os pés' diz Sócrates
'O Alentejo não pode continuar a arrastar os pés' diz Sócrates FOTO: Nuno Veiga
Esta garantia foi dada ontem por José Sócrates, junto ao paredão da barragem, que assim dá andamento ao cumprimento das promessas que ali tinha feito durante a campanha eleitoral e recupera um compromisso feito por António Guterres enquanto primeiro-ministro.
Atrair a confiança do investidor é, segundo José Sócrates, algo que será mais fácil de alcançar com este anúncio do alargamento dos perímetros de rega. “É importante assumir o compromisso para que haja atracção de investimentos que alterem o desenvolvimento regional”, defendeu.
Este aumento significativo de terra de regadio “tem a ver com a competitividade na agricultura e isso só se faz com maior produtividade agrícola”. Para que tudo isto seja real, destaca, “é preciso água”.
O chefe do Executivo criticou a primazia que tem sido dada à construção da rede primária deste empreendimento, “deixando para trás a rede secundária”. Em seu entender, “têm de andar ambas ao mesmo tempo”.
Para financiar as obras que se aproximam, e que permitirão também o abastecimento de água às populações, “serão mobilizados os fundos comunitários necessários”.
Castro e Brito e Sebastião Rodrigues, dirigentes da Federação dos Agricultores do Baixo-Alentejo (FABA), ouviram as intenções de Sócrates não tendo no final esboçado grandes reacções. “Isto já tinha sido dito, não é novidade”, afirmou Castro e Brito.
BEBEDOUROS AUTORIZADOS
Por sua vez, o ministro da Agricultura afirmou ontem que os agricultores que têm terras nas margens da albufeira de Alqueva vão ser autorizados a retirar dali água para dar ao gado, depositando-a em bebedouros que, no mínimo, terão de ficar a 50 metros da margem.
Assim, o gado já não deverá ir saciar a sede à barragem, algo que não é permitido e que tem originado a passagem de coimas, as quais os agricultores não têm pago.
O titular da pasta da Agricultura referiu ainda que na próxima semana, aquando da sua reunião com a comissária europeia, em Bruxelas, irá pedir que algumas regras sejam alteradas relativamente aos cereais.
Nessa altura, a proposta que leva para colocar em cima da mesa passa, entre outros aspectos, pelo pagamento antecipado aos produtores de alguns apoios.
CAPTAÇÕES
A seis metros de atingir a cota máxima (152), de Alqueva são actualmente feitas 51 captações directas de água. Da albufeira são libertados caudais para jusante. Estas captações permitem que se reguem 5000 hectares de terra e ajudam a minimizar os efeitos da seca que se vive na região.
CHUVA NÃO "LEVA" SECA
A queda de precipitação das últimas semanas, ainda que encorajadora, não é suficiente para permitir um respiro de alívio em relação à seca, sobretudo no Sul do País.
Segundo afirmou ao Correio da Manhã o ministro do Ambiente, Francisco Nunes Correia, “na região sul a chuva, ao ritmo a que corre, não é suficiente para alterar a situação”.
Mudança, só mesmo relativamente aos níveis de humidade do solo. “O armazenamento nas albufeiras não se alterou”.
A Norte, a precipitação mais intensa deixa a esperança de que ainda se possa vir a sair do estado de prevenção.
Para os próximos 10 dias está prevista chuva.
ABASTECIMENTO EM 2008
Daqui a três anos a água do grande lago de Alqueva já deverá correr nas torneiras de muitos lares.
De facto, terminada a construção do primeiro perímetro de rega, o que deverá acontecer em 2008, será possível garantir o abastecimento a muitas localidades, aliás mais uma das valências deste grande investimento, orçado em 2 700 milhões de euros.
Segundo Marques Ferreira, presidente da EDIA, até ao momento foram gastos 991 milhões de euros, 568 dos quais na barragem.
No corrente ano está previsto o gasto de 318 milhões de euros.
As novidades entretanto anunciadas por José Sócrates deverão obrigar a um reforço deste montante financeiro.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)