Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
9

Sócrates diz que colocação da dívida foi "um sucesso"

O primeiro-ministro José Sócrates considerou esta quarta-feira a colocação da dívida portuguesa nos mercados de capitais "um sucesso, independentemente do "parâmetro pelo qual se analise".
12 de Janeiro de 2011 às 15:45
Sócrates falava aos jornalista à entrada para a Heimtextil em Frankfurt
Sócrates falava aos jornalista à entrada para a Heimtextil em Frankfurt FOTO: lusa

O leilão desta quarta-feira foi "um sucesso na procura e um sucesso no preço, e isso é a melhor demonstração de confiança na economia portuguesa por parte dos mercados", sublinhou José Sócrates, rodeado de dezenas de representantes da imprensa internacional, à entrada para a Heimtextil, em Frankfurt (Alemanha).  

Sócrates acrescentou que o resultado da operação de refinanciamento  o deixou "muito satisfeito", considerando-o "o reconhecimento por parte dos mercados de que Portugal está a fazer o que deve".  

Lembrou depois que o comportamento da economia portuguesa em 2010 "foi sem dúvida surpreendente", como já tinha sustentado na véspera, em Lisboa. 

"Não só vamos ter um défice menor do que esperávamos, e uma redução do défice superior a dois pontos percentuais, como vamos ter um crescimento económico superior a 1,3 por cento", disse o primeiro-ministro.  

Na opinião de Sócrates, a colocação da dívida a juros menores do que  têm vigorado ultimamente em diversas maturidades é "a reacção dos mercados à boa conduta do governo português de reduzir o défice e pôr as contas em  ordem", acrescentou.  

"Portugal não vai baixar os braços, e o governo português não vai baixar  os braços, o meu dever é estar ao lado de todos os portugueses que dão o seu melhor para a recuperação económica do País ", sublinhou  o primeiro-ministro.

Dívida Pública Mercados José Sócrates primeiro-ministro Crise Frankfurt Alemanha
Ver comentários