Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
1

Sócrates: "Exportações cresceram mais de 15 por cento"

O primeiro-ministro declarou esta segunda-feira que as exportações portuguesas cresceram mais de 15 por cento em 2010, acrescentando que tal demonstra que Portugal foi dos países que mais rapidamente recuperaram da crise de 2009.

8 de Fevereiro de 2011 às 10:45
José Sócrates discursou na abertura do Congresso das Exportações
José Sócrates discursou na abertura do Congresso das Exportações FOTO: Estela Silva/ Lusa

"Ainda não sabemos o resultado das nossas exportações 2010, porque o INE (Instituto Nacional de Estatísticas) apenas as vai divulgar às 11h00. Mas não é difícil adivinhar que em Dezembro as exportações vão ser boas e que cresceram mais de 15 por cento",  disse José Sócrates na abertura do Congresso das Exportações. 

Sócrates disse mesmo que o comércio internacional "deve ser uma prioridade indiscutível na economia portuguesa para o ano de 2011"  e afirmou que "o Estado e as empresas estão determinados a fazer uma agenda  comum" neste sector.

"O País precisa de saber em primeiro lugar que é possível concertar  esforços, construir iniciativas e dinâmicas que reforçam as exportações", referiu Sócrates, acrescentando que as reformas conjuntas entre privados e o Estado são "as que mais rapidamente têm sucesso, mais rapidamente produzem resultados".

O Congresso das Exportações, que esta terça-feira decorre em Santa Maria da Feira,  deverá estabelecer um plano que permita alavancar a mobilização da economia  e impulsionar a cooperação estratégica entre grandes empresas e PME (Pequenas e Médias Empresas).

Classificado pelo ministro da Economia, Vieira da Silva, como "o encontro mais representativo jamais realizado" em Portugal, o evento reúne centenas de empresas e conta já com mais de mil participantes, numa altura em que  a promoção do sector exportador é usado como uma das mais importantes bandeiras do Executivo para dinamizar a economia portuguesa.

Entre os anos 1990 e 2010 as exportações tiveram um peso no Produto Interno Bruto (PIB) português entre os 28 e os 29 por cento, sendo que em 2006 e 2007 o este valor ultrapassou os 30 por cento.  

Sócrates crise exportações primeiro-ministro
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)