Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
7

Sócrates não vê razão para pedir ajuda ao FMI

O primeiro-ministro, José Sócrates, afirmou segunda-feira à noite na SIC-Notícias que os problemas que afectam Portugal e a Irlanda não implicam um pedido de ajuda ao Fundo Monetário Internacional. Quanto a uma eventual remodelação governamental, evitou responder
23 de Novembro de 2010 às 09:25
Primeiro-ministro, José Sócrates
Primeiro-ministro, José Sócrates FOTO: D.R.

"Eu vejo para aí muitos dizerem que o país está de joelhos, que o país precisa disto e daquilo, eu vejo muitos a falarem no FMI escondendo mal o desejo que nós precisássemos de fazer um acordo com o FMI", afirmou José Sócrates em entrevista ao programa Sociedade das Nações.

Mais à frente e confrontado com os rumores de uma remodelação governamental, o primeiro-ministro não quis responder:"O que eu posso dizer é que o Ministério dos Negócios Estrangeiros e o Ministério da Defesa fizeram um grande trabalho na preparação da cimeira da NATO".

FMI Remodelação Governo José Sócrates Primeiro-ministro Cimeira Nato
Ver comentários