Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
2

Sócrates realça mais emprego com nova barragem

O primeiro-ministro, José Sócrates, afirmou esta sexta-feira, em Alijó, que a construção de uma barragem significa dar mais oportunidade de emprego, às empresas e reduzir dependência energética externa e reduzir emissões de CO2.
18 de Fevereiro de 2011 às 13:56
"São os projectos mais difíceis em que nos devemos empenhar, porque são eles que podem mudar as coisas", afirmou Sócrates
'São os projectos mais difíceis em que nos devemos empenhar, porque são eles que podem mudar as coisas', afirmou Sócrates FOTO: Lusa

"São os projectos mais difíceis em que nos devemos empenhar, porque são eles que podem mudar as coisas", afirmou o governante, referindo-se à polémica à volta da Barragem de Foz Tua, obra contestada pelos ambientalistas por causa da submersão da linha ferroviária.  

O primeiro Governo Presente de 2011 arrancou esta sexta-feira, no concelho de Alijó, com o arranque oficial da Barragem de Foz Tua, a primeira incluída no Plano Nacional de Barragens a entrar em obra.   

Embora a hidroeléctrica vá ser construída no rio Tua, entre os concelhos de Alijó (distrito de Vila Real) e Carrazeda de Ansiães (distrito de Bragança) foi o rio Douro que serviu de cenário à cerimónia de lançamento da primeira pedra.  

sócrates barragem tua vila real hidroeléctrica bragança alijó energia renováveis
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)