Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
8

SONAE SOMA E SEGUE

Os títulos da Sonae SGPS terminaram a sessão de ontem a valer 1,03 euros, com um ganho de quase um por cento, e foram os terceiros em volume de transacções, após os da EDP e do BCP.
26 de Novembro de 2004 às 00:00
SONAE SOMA E SEGUE
SONAE SOMA E SEGUE
SONAE SOMA E SEGUE
SONAE SOMA E SEGUE
SONAE SOMA E SEGUE
SONAE SOMA E SEGUE
SONAE SOMA E SEGUE
SONAE SOMA E SEGUE
SONAE SOMA E SEGUE
A instituição financeira presidida por Jardim Gonçalves também voltou a ter uma sessão positiva: 1,92 euros, com uma subida de 0,52 por cento. Mais uma vez, o PSI 20 subiu devido ao BCP, visto que se mantiveram as cotações da EDP e da PT .
O principal índice de Lisboa voltou a atingir mais de 7600 pontos, com uma progressão de 0,18 por cento. Esta percentagem de ganho foi inferior à das praças europeias mais importantes. O espanhol Ibex 35 foi o índice com a valorização mais elevada: 1,01 por cento. Seguiu-se o francês Cac 40, com 0,98 por cento.
A Impresa foi o papel com o maior ganho: 1,02 por cento, para 4,95 euros. Seguiu-se, após a Sonae SGPS, a Media Capital, que fechou a 5,39 euros, mais 0,75 por cento.
Pela negativa, evidenciou-se a Gescartão. A papeleira desceu 2,33 por cento, para 10,5 euros. Seguiu-se a Semapa, com uma quebra de 0,95 por cento, para 4,16 euros. Na terceira posição dos papéis perdedores, ficou a Corticeira Amorim, que foi para 1,08 euros.
Ver comentários