Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
6

Subida de juros castiga famílias

Se o Banco Central Europeu (BCE) aumentar a taxa de juros de referência para a Zona Euro já em Abril, como sugeriu Jean-Claude Trichet na semana passada, as famílias e as empresas portuguesas vão ser das mais castigadas da União Europeia (UE).
6 de Março de 2011 às 00:30
Endividamento dos portugueses ascende a 257,98 mil milhões de euros
Endividamento dos portugueses ascende a 257,98 mil milhões de euros FOTO: Bruno Colaço

Um estudo do banco espanhol BBVA Research, com o título ‘Situação e Perspectivas da Economia Mundial, Portuguesa e Espanhola’, aponta que ambos os países ibéricos têm dos mais altos rácios de dívida bruta nos sectores dos particulares e das empresas, que superam o peso da dívida pública, que em Portugal também cresce a um ritmo preocupante. De facto, segundo os dados do Banco de Portugal, em Dezembro do ano passado, as famílias portuguesas deviam à Banca 141,26 mil milhões de euros, enquanto a dívida das empresas ascendia a 116,72 mil milhões de euros.

Juntando os dois sectores, o endividamento chega aos 257,98 mil milhões de euros, o que corresponde a quase o dobro da riqueza nacional, pois o PIB português anda à volta dos 170 mil milhões de euros.

A par disto, a confirmar-se um aumento dos juros em Abril, surgirá numa altura em que as famílias portuguesas já viram as suas despesas aumentar devido ao aumento das taxas de Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) e à actualização dos preços de quase todos os bens e produtos – desde a alimentação aos transportes públicos.

O documento do BBVA Research sublinha que face a estes dados, tanto as famílias como as empresas necessitam de corrigir os efeitos negativos do endividamento.

JUROS FAMÍLIAS BCE PRESTAÇÕES DINHEIRO
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)