Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
4

SUSPEITA DE CORRUPÇÃO ATINGE GESTORES JUDICIAIS

A notícia da detenção de 15 suspeitos de integrarem redes organizadas de aquisição de massas falidas através de processos viciados está a causar grande perturbação no sector, potenciada por alguns nomes sonantes da actividade.
4 de Julho de 2002 às 23:09
A acção levada a cabo na quarta-feira, conforme ontem o Correio da Manhã deu conta, foi desencadeada pela Polícia Judiciária do Porto, com a participação activa da Direcção Central de Investigação contra a Criminalidade Económica e Financeira (DCICCEF), num total de sete dezenas de agentes e incluiu buscas a 40 locais, desde escritórios de empresas e advogados a postos de trabalho de funcionários judiciais, no Porto, Trofa, Santo Tirso, Braga, Arruda dos Vinhos e Lisboa. Os suspeitos foram presentes ao TIC de Vila Nova de Gaia onde ao fim da tarde de ontem estavam ainda a ser ouvidos.

O facto do gestor judicial portuense José Oliveira e Silva fazer parte, juntamente com seu genro, Luís Aroso, do grupo de indivíduos que a Judiciária apresentou a juízo de instrução causou perplexidade no meio, uma vez que se trata de um dos mais prestigiados gestores judiciais nortenhos, tendo estado envolvido em dezenas de casos de empresas falidadas na zona do Vale do Ave e do Porto.

O facto de leiloeiras como a Sociedade Nacional de Leilões (SNL) ou a Leiloeira do Ave terem sido alvo de buscas dos investigadores deu conta da dimensão que o caso pode assumir.

Enquanto que a SNL, que viu um seu administrador, Pedro Pinto, ser intimado a responder ao TIC de Gaia, preferiu recusar comentar ao CM os contornos da situação, a mesma atitude não teve Camilo Ferreira, administrador, juntamente com o seu filho Lúcio Ferreira, da Leiloeira do Ave. "Eles vieram cá fazer uma busca e levaram o que quiseram", disse Camilo Ferreira ao nosso jornal. Camilo Ferreira apenas assumiu conhecer e negociar há muitos anos com Carlos Ferreira, administrador da "Degaia-Participações e Investimentos SA", com sede no Porto, que também foi detido para averiguações.

Três funcionários do Tribunal do Comércio de Gaia e um do Tribunal de Santo Tirso estão igualmente a ser alvo de apuramento de responsabilidades.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)