Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
5

TAP com nove cancelamentos esta quinta-feira

A TAP vai cancelar nove voos esta quinta-feira a propósito da greve parcial dos controladores aéreos, disse à Lusa a companhia aérea, adiantando que outros voos serão adiantados ou atrasados para evitar o período entre as 7h00 e as 9h00.
18 de Abril de 2012 às 19:46
A greve volta a repetir-se a 20 e a 26 de Abril, não tendo para já a TAP uma estimativa dos cancelamentos que haverá esta sexta-feira
A greve volta a repetir-se a 20 e a 26 de Abril, não tendo para já a TAP uma estimativa dos cancelamentos que haverá esta sexta-feira FOTO: Reuters

"Obviamente que a TAP e todas as companhias vão reprogramar a operação, com atraso de alguns voos e adiamento de outros para fora desse período", disse à agência Lusa fonte oficial da companhia aérea.

Além disso, acrescentou, haverá o "cancelamento de nove voos", em todos os casos ligações para a Europa que existem ainda na quinta-feira para o mesmo destino.

Quanto à ANA - Aeroportos, fonte oficial disse à Lusa que todos os passageiros com voos esta quinta-feira deverão, "antes de se dirigirem ao aeroporto, contactar as companhias aéreas ou operadores de viagem", para saberem se a ligação se mantém ou se há alguma alteração.

Preocupado com esta greve dos controladores aéreos está também o aeroporto de Bilbau, em Espanha, que avisou através da rede social Twitter para a possibilidade de atrasos nos voos para Lisboa. Esta quinta-feira, o Sporting e o Athletic Bilbao jogam em Alvalade a primeira mão da meia-final da Liga Europa.

Os controladores aéreos estão em greve parcial esta quinta-feira, com a Comissão de Trabalhadores (CT) da NAV Portugal, empresa responsável pela prestação de serviços de tráfego aéreo, a protestar contra a ausência de decisões por parte do conselho de administração e do Governo em relação às suas preocupações.

Os trabalhadores da NAV afirmam que "está em causa o interesse nacional em duas vertentes concretas: salvaguardar o potencial económico do espaço aéreo nacional, enquadrado numa estratégia atlântica, e maximizar as receitas por via das exportações pela actividade da própria" empresa.

Há cerca de um mês, depois da nomeação do conselho de administração da NAV, os trabalhadores desconvocaram uma greve.

 


"Infelizmente pouco ou nada aconteceu, entretanto, e a NAV e o país continuam a sofrer diariamente os efeitos nefastos das decisões em vigor, perdendo milhões de euros em receitas e exportações, e estando a ser criadas condições para uma eventual alienação, a prazo, de espaço aéreo nacional ", disse então a Comissão de Trabalhadores em comunicado.

A greve volta a repetir-se a 20 e a 26 de Abril, não tendo para já a TAP uma estimativa dos cancelamentos que haverá esta sexta-feira, ainda que esteja previsto um "trabalho de reorganização e reprogramação de operação semelhante".

Ainda à Lusa, a ANA - Aeroportos disse que todos os passageiros com voos esta quinta-feira deverão, "antes de se dirigirem ao aeroporto, contactar as companhias aéreas ou operadores de viagem", para saberem se a ligação se mantém ou se há alguma alteração.

tap greve ana controladores aéreos nav
Ver comentários