Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia

TAP: Permanência depende do accionista

O presidente da TAP, Fernando Pinto, confessou a vontade de continuar à frente dos destinos da transportadora aérea nacional após o final do seu contrato, que termina no fim do ano, realçando, contudo, que isso depende do accionista, ou seja, do Governo português.
28 de Outubro de 2008 às 09:16
TAP: Permanência depende do accionista
TAP: Permanência depende do accionista FOTO: Natália Ferraz

Fernando Pinto sublinhou que a discussão de uma eventual permanência na TAP se prolongará até Maio, altura em que se realiza a assembleia-geral de votação da empresa.

A TAP é, neste momento, a maior companhia europeia a operar no Brasil, sendo que o ministro das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, Mário Lino, já reconheceu o trabalho de Fernando Pinto à frente da empresa.

 

Ver comentários