Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
3

TAP: Pires de Lima diz que "Governo fez o que tinha de ser feito"

Contrato assinado esta quarta-feira.
24 de Junho de 2015 às 10:16
O contrato de venda da TAP foi esta quarta-feira assinado no Ministério da Finanças, em Lisboa
O contrato de venda da TAP foi esta quarta-feira assinado no Ministério da Finanças, em Lisboa FOTO: José Sena Goulão/Lusa

O ministro da Economia, António Pires de Lima, disse esta quarta-feira que o Governo "fez o que tinha de ser feito", referindo-se à venda de 61% do grupo TAP ao consórcio Gateway, cujo contrato acabou de ser assinado.


"O Governo fez o que tinha de ser feito, para bem da TAP e para bem da nossa economia, correspondendo a todas as condições estratégicas e económicas", disse Pires de Lima, durante a cerimónia de assinatura do contrato de venda de 61% do grupo TAP ao consórcio Gateway, do empresário norte-americano e brasileiro David Neeleman e do empresário português Humberto Pedrosa, do grupo Barraqueiro.


O ministro da Economia referia-se à permanência do 'hub' (centro estratégico) da companhia em Portugal, assim como da marca, da base operacional, das obrigações do serviço público e da proteção dos acordos de empresa e dos trabalhadores.


"Um dia de esperança"
"Hoje não é um dia qualquer para a TAP, para nós hoje é um dia de esperança, um compromisso de crescimento", afirmou.


Pires de Lima lembrou que com a integração de Portugal no espaço europeu as regras de concorrência impedem, salvo determinadas exceções, a capitalização das companhias aéreas e frisou, a este propósito, que "para continuar a voar mais longe", para mais destinos e ter mais rotas, "a TAP precisa de capital".


"O sucesso desta privatização é, sobretudo, o reconhecimento por parte dos novos investidores da [importância] da companhia e da capacidade de gestão desta empresa", disse.


O contrato de venda da TAP foi hoje assinado no Ministério da Finanças, em Lisboa.

António Pires de Lima grupo TAP
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)