Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
4

Taxa de títulos a 10 anos alivia para 7,063%

Os juros exigidos pelos investidores no mercado secundário para comprar títulos de dívida soberana portuguesa com maturidade a dez anos aliviam esta terça-feira de manhã, mas continuam acima da barreira dos sete por cento.

8 de Fevereiro de 2011 às 09:54

De acordo com a taxa genérica da Bloomberg, os juros exigidos pelos  investidores pelos títulos de dívida a 10 anos negoceiam nos 7,063 por cento,  uma melhoria face ao valor registado na segunda-feira, mas ainda acima da  barreira psicológica dos sete por cento.  

O 'spread' face aos títulos de dívida alemã (referencial para a Europa)  nesta maturidade agravava-se para os 392,6 pontos base.  

Na segunda-feira, a taxa de juro exigido pela dívida portuguesa neste  prazo mais longo situou-se nos 7,165 por cento, num dia em que Portugal  realizou uma operação sindicada de dívida para colocar no mercado uma nova  linha de Obrigações do Tesouro com maturidade em fevereiro de 2016, vendendo  3,5 mil milhões de euros em dívida.  

Após essa emissão, as taxas do mercado secundário voltaram a sofrer  agravamentos.  

Também no prazo a cinco anos, a taxa exigida pelos investidores aliviava  hoje para os 6,185 por cento, depois de segunda-feira ter escalado para  os 6,489 por cento. As taxas praticadas no mercado secundário para os títulos  com esta maturidade mantêm-se acima da barreira dos 6 por cento desde 18  de janeiro.  

Neste prazo, o 'spread' face aos títulos de dívida alemã também se agrava  para os 390 pontos base.  

Dívida títulostaxas
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)