Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia

Técnicos não chegam na TAP

Transportadora Aérea Portuguesa paga em média 1500 euros por mês a técnicos, ao passo que outras empresas pagam 8 mil.
Vítor Moita Cordeiro 30 de Junho de 2022 às 10:39
Técnicos da TAP
Técnicos da TAP
A TAP vai enviar para a Eslovénia quatro aviões A320 para manutenção, o que a companhia aérea diz ser uma prática recorrente, enquanto o Sindicato dos Técnicos de Manutenção de Aeronaves (Sitema) diz que a transportadora não tem pessoal porque saíram 100 técnicos e tem um número insuficiente de trabalhadores.

O salário médio dos técnicos de manutenção na TAP ronda os 1500 euros, de acordo com o que disse ao ‘Jornal de Negócios’ o presidente do Sitema, Paulo Manso. Porém, para o líder sindical, noutras empresas os ordenados ultrapassam os 8 mil euros por mês, pelo que a TAP “não consegue contratar ninguém” porque os salários não são “compatíveis” com a “responsabilidade destes trabalhadores altamente especializados”. A TAP “sempre” fez e “continuará” a fazer “tarefas de manutenção” noutras companhias aéreas, disse a transportadora à Lusa. Paulo Manso lembrou que durante a reestruturação e os despedimentos que se lhe seguiram saíram 100 técnicos de manutenção, o que deixa agora a TAP com cerca de 800 técnicos para 76 aeronaves, quando antes tinha 940 para 90, e com a impossibilidade de fazer manutenção para outras companhias aéreas.
Ver comentários
}