Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
1

Trabalhadores burlados

Dezenas de trabalhadores concentraram-se pelo segundo dia consecutivo diante da empresa Morêda Prestige, no 536 da rua de Santa Catarina, no Porto, dirigida pela solicitadora Maria José Pereira, exigindo a devolução das centenas de euros que cada um adiantou para se candidatar a trabalho em países africanos e europeus.
17 de Março de 2009 às 00:30
Trabalhadores concentraram-se diante da empresa
Trabalhadores concentraram-se diante da empresa FOTO: José Ferreira

Os que agora protestam responderam a anúncios em jornais pedindo trabalhadores de várias especialidades de construção civil para Angola, Argélia, Emirados Árabes e vários países da Europa. Pagaram verbas que rondam os 400 euros e há meses que esperam o trabalho ou a devolução do dinheiro. Ontem, sem respostas, os ânimos exaltaram-se e mais uma vez a PSP foi chamada ao local para evitar desacatos. Dezenas de queixas por burla deram já entrada na 7ª Esquadra e a Polícia Judiciária já foi ao local.

CANDIDATURAS: 504 euros pagou em média cada trabalhador para ir para Angola. Os recibos passados são fictícios.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)