Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
6

Trabalhadores da Soflusa em greve ao trabalho extraordinário

Os trabalhadores da Soflusa iniciaram esta quinta-feira uma greve ao trabalho extraordinário, que não deverá afectar o normal funcionamento da empresa responsável pelas ligações fluviais entre o Barreiro e Lisboa, disse à Lusa fonte sindical.
26 de Maio de 2011 às 13:30
Dirigente sindical disse que a greve ao trabalho extraordinário, que se prolongará até 28 de Junho, não deverá afectar o normal funcionamento da Soflusa
Dirigente sindical disse que a greve ao trabalho extraordinário, que se prolongará até 28 de Junho, não deverá afectar o normal funcionamento da Soflusa FOTO: Pedro Catarino

José Augusto, da Federação dos Sindicatos dos Transportes e Comunicações (FECTRANS), afirmou à Lusa que os trabalhadores decidiram avançar para a greve porque entendem que "os seus direitos não estão a ser cumpridos" no que respeita ao trabalho em dia de descanso semanal e descanso complementar. 

"A empresa está a pagar à hora em dia de descanso semanal e descanso complementar, quando a regra é pagar um mínimo de oito horas", explicou, salientando que esta situação não se verifica na Transtejo, que é do mesmo grupo que a Soflusa.  

O dirigente sindical disse que a greve ao trabalho extraordinário, que se prolongará até 28 de Junho, não deverá afectar o normal funcionamento da Soflusa.  

"Não se perspectivam falhas de carreiras", afirmou.  

soflusa transportes transtejo greve
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)