Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
6

Trabalhadores de hotelaria em protesto

Os trabalhadores das Pousadas de Portugal manifestaram-se, na manhã desta quinta-feira, junto à sede do grupo Pestana, em Lisboa, exigindo os respectivos aumentos salariais relativos a 2006, que afirmam não terem sido ainda actualizados.
27 de Julho de 2006 às 15:10
De acordo com os sindicatos, em Março o grupo Pestana, resgponsável pela gestão das Pousadas de Portugal, propôs um aumento de 2 por cento, mas os trabalhadores exigem pelo menos 2,5 por cento, o que representa um acréscimo mínimo de 15 euros para os trabalhadores com os salários mais baixos.
Os trabalhadores admitem recorrer à greve para reivindicarem os seus direitos.
José Roquete, presidente da Pestana Pousadas, em declarações à rádio TSF, explicou que a proposta de aumentos salariais não se ficava apenas pelos dois por cento e critica a atitude dos sindicatos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)