Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
5

TRABALHADORES DESPEDEM-SE

A última reunião entre a administração da Sobrinca, o sindicato e a Inspecção de Trabalho, realizada ontem à tarde, foi inconclusiva. Cerca de 60 trabalhadores do grupo já entregaram a rescisão de contrato por justa causa, alegando quatro meses de salários em atraso.
2 de Abril de 2003 às 00:48
Enquanto, a administração liderada pelo empresário Paulo Almeida continua a alegar não ter condições financeiras para resolver a questão salarial, o Tribunal de Santa Maria da Feira e as Finanças estiveram ontem na empresa, em Caldas de S. Jorge, para proceder à penhora de mais bens.
A visita dos oficiais de Justiça, acompanhados pela GNR, decorreu dentro da normalidade, até porque, segundo Joaquim Amorim, do Sindicato dos Metalúrgicos, “os trabalhadores estão de tal forma desgostosos com a situação que são já muito poucos os que se mantêm nas instalações”.
De acordo com o mesmo dirigente sindical, “foram feitas todas as tentativas para levar o patrão a assumir as suas responsabilidades, mas não houve sucesso”. Em face disto, o sindicato tem aconselhado os trabalhadores a “desvincularem-se da empresa e a exigirem os seus direitos no Tribunal de Trabalho”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)