Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
3

Tráfego nas autoestradas cai para metade no segundo trimestre de 2020

Autoestradas registam pior semestre desde 2006. Receitas das concessionárias afundam.
Francisco Lima e Diana Ramos 13 de Agosto de 2020 às 08:36
Autoestradas
Autoestradas FOTO: Miguel Barreira
O tráfego nas autoestradas nacionais caiu para metade (46%) no segundo trimestre de 2020, face a igual período do ano passado, divulgou esta sexta-feira a Associação Portuguesa das Sociedades Concessionárias de Autoestradas ou Pontes com Portagens (APCAP), considerando-o como o “pior trimestre de circulação e tráfego médio desde que há registos na rede”.

Em comunicado, a associação aponta que esta diminuição foi devida às “restrições impostas à circulação dos portugueses não só no período de confinamento como em vários fins de semana importantes como foi o do período Pascal”, devido à pandemia de Covid-19.

Segundo as estatísticas da APCAP, no segundo trimestre o número médio de veículos que circularam nas autoestradas nacionais foi de 8800 veículos/dia, o que contrasta com os 16 300 verificados em 2019, sendo “o pior registo desde que há estatísticas deste indicador, ou seja, desde 2006”, lê-se numa nota enviada às redações.

Analisando por regiões, as maiores quedas verificaram-se em dois extremos do País: o Interior Norte (A24) com menos 53%, e a Via do Infante (A22), com uma quebra de 65%, “reflexo também da diminuição de turistas”, frisa a associação que representa as donas das autoestradas.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)