Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia

Transforma crise em negócio

Licenciada em Arquitetura, Emanuela Furtado aproveitou a oportunidade de criar o seu próprio gabinete, em Tavira, depois de ter passado por várias empresas e para contornar a crise.
3 de Maio de 2013 às 15:00

Começou a trabalhar mal terminou o curso de Arquitetura, mas a crise imobiliária levou muitas empresas a fecharem portas. Emanuela Furtado viu nesta crise uma oportunidade.

"Com o desaparecimento de alguns monopólios, e a ideia de desemprego, abriram-me a porta para este passo, visto que não havia nada a perder e tudo a ganhar", afirma Emanuela.

Submeteu um pedido ao Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) para receber o subsídio de desemprego numa prestação única e assim que este lhe foi concedido estabeleceu-se em Tavira.

"Tudo aconteceu no momento certo. Trabalhei 15 anos até me encontrar nesta posição, sinto que tenho o conhecimento e as armas básicas e necessárias, bem como o perfil adequado", sublinha Emanuela, que quer fazer com que o negócio continue a crescer porque: "acima de tudo amo muitíssimo a minha atividade.

Primeiro Emprego Arquitetos Emanuela Furtado
Ver comentários