Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
7

Três explosões em armazéns Ikea causam mistério

Investigadores belgas, franceses e holandeses foram confrontados, esta terça-feira, com um mistério, após uma série de explosões de pequenos pacotes ocorridas na segunda-feira em três armazéns Ikea naqueles países sem reivindicação imediata.
31 de Maio de 2011 às 17:45
Na Suécia, a direcção-geral do Ikea explicou que as explosões foram provocadas com "fogo-de-artifício"
Na Suécia, a direcção-geral do Ikea explicou que as explosões foram provocadas com 'fogo-de-artifício' FOTO: Pedro Catarino

Os incidentes ocorreram ao final da manhã de segunda-feira em lojas em Gand (Bélgica), Eindhoven (Holanda) e perto de Lille (França). As explosões foram pequenas e não causaram danos ou vítimas.     
     
"Todas as pistas estão em aberto, não sabemos quem está por trás destes actos nem porquê", declarou a porta-voz  da procuradoria de Gand, An Schoonjans.         

"Que tenha conhecimento, os armazéns Ikea não receberam qualquer aviso e não houve reivindicação", adiantou.         

Após inspecções realizados em todas as lojas Ikea na Bélgica, estas puderam abrir ainda da parte da manhã, indicou a direcção belga da empresa de mobiliário sueca num comunicado.         

A imprensa belga desta terça-feira lembrava que o Ikea foi recentemente objecto de duras críticas do setor agrícola e alimentar da Bélgica por proporcionar refeições muito baratas nos seus restaurantes, entre as quais bifes com batatas fritas a 2,5 euros.         

Na loja Ikea de Gand registaram-se duas pequenas explosões, quase ao mesmo tempo, ao final da tarde.          

"Eram velhos despertadores mecânicos que não são vendidos no Ikea. O mesmo tipo de despertador foi utilizado em França e na Holanda", explicou um porta-voz da polícia de Gand.         

No armazém perto de Lille ocorreram duas explosões às 17h30 e 17h45 locais (menos uma hora em Lisboa) e na Holanda a polícia registou uma explosão num caixote do lixo situado junto a uma entrada da loja de Eindhoven.         

Na Suécia, a direcção-geral do Ikea explicou que as explosões foram provocadas com "fogo-de-artifício". "Não recebemos qualquer ameaça", declarou Charlotte Lindgren, uma porta-voz do Ikea.     

ikea explosões armazéns bélgica holanda frança
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)