Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
9

Trichet sinaliza possível aumento dos juros

O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Jean-Claude Trichet, deu esta quinta-feira indicações de que a instituição pode voltar a aumentar a taxa de juro de referência apesar da crise da dívida que se vive na Europa.
26 de Maio de 2011 às 13:55
Segundo Jean-Claude Trichet, o BCE tem demonstrado uma "independência feroz"
Segundo Jean-Claude Trichet, o BCE tem demonstrado uma 'independência feroz' FOTO: reuters

Numa conferência em Berlim, Trichet afirmou que o BCE está a monitorizar "cuidadosamente" o controlo dos riscos de inflação da zona euro.

"Temos de evitar os aumentos dos preços das matérias-primas que influenciam as perspectivas de longo prazo da inflação, o que poderia ter efeitos de segunda ordem sobre os salários e preços", disse Trichet em Berlim, de acordo com o texto publicado na página do BCE na Internet.

"Estamos a acompanhar atentamente a situação e estamos prontos para fazer o que for necessário para cumprir o nosso mandato", acrescentou.

Segundo Jean-Claude Trichet, o BCE tem demonstrado uma "independência feroz" nas decisões sobre a taxa de juro, alterando-a independentemente da vontade dos Estados-membros.

"Recusámo-nos a diminuir das taxas no início de 2004, quando a Alemanha, a França e a Itália, em particular, nos pediram para o fazer. E não hesitámos em aumentar os juros em Dezembro de 2005", disse, recordando que só em 2008 com o recuo das pressões inflacionistas o banco central decidiu reduzir a taxa directora.

Entre Outubro de 2008 e Maio de 2009, a taxa passou de 4,25 para um por cento, valor em que se manteve até Abril deste ano, quando o BCE elevou os juros para 1,25 por cento.

O aumento do preço das matérias-primas levou a inflação da zona euro a atingir 2,8 por cento em Abril, aumentando a pressão sobre os membros do conselho de governadores do BCE para aumentar ainda mais os custos dos empréstimos.

trichet bce berlim taxa de juro dívida
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)