Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
7

Troika propôs a Governo descida da TSU em 6%

A troika propôs ao Governo uma redução da Taxa Social Única (TSU) em seis por cento, referindo que é importante que a medida a aplicar seja "ousada" e "arrojada".
12 de Agosto de 2011 às 11:23
Representante do FMI, Poul Thomsen, realçou que, na visão da troika, é importante que a aplicação da medida não seja selectiva, antes aplicada "a toda a gente"
Representante do FMI, Poul Thomsen, realçou que, na visão da troika, é importante que a aplicação da medida não seja selectiva, antes aplicada 'a toda a gente' FOTO: Duarte Roriz

O representante do FMI, Poul Thomsen, realçou que, na visão da troika, é importante que a aplicação da medida não seja selectiva, antes aplicada "a toda a gente".   

"Temos algumas propostas que reduziriam a TSU em seis pontos ou sete pontos, podemos alcançar isso de diversas formas e temos várias ideias", disse Poul Thomson.  

Poul Thomsen, acompanhado de Juergen Kroeger, responsável da Comissão  Europeia, e Rasmus Ruffer, do Banco Central Europeu, falava em conferência  de imprensa de balanço da aplicação do programa de ajuda externa.   

O relatório que servirá de base à decisão do Governo sobre a TSU, divulgado na quarta-feira, aponta um cenário de referência com uma descida de 3,7 por cento na contribuição patronal e um aumento de 2,19 por cento do IVA. 

Em todos os cenários apresentados pelo estudo elaborado pelo Governo aponta-se para uma redução da TSU, dos quais três vão no sentido de um corte de 3,7 pontos percentuais e um refere uma redução de 3,3 pontos percentuais. 

Em contrapartida, o relatório indica que, em três cenários, um aumento do IVA para compensar a perda de receita estimada entre 80 e 480 milhões de euros anuais.  

O estudo sobre a "desvalorização fiscal", que servirá de base de trabalho para a decisão sobre a TSU, foi discutido com a 'troika' e elaborado por representantes do Banco de Portugal e dos ministérios das Finanças, Economia e Emprego e Solidariedade e Segurança Social.  

A TSU é a contribuição mensal paga à Segurança Social pelos trabalhadores e pelas empresas.  

Com a nota positiva dada pela troika a Portugal, serão desbloqueados 3,7 mil milhões de euros, que entrarão nos cofres do Estado até Setembro, e que se junta, aos 20 mil milhões de euros que, desde maio, início da intervenção, a 'troika' já emprestou a Portugal.  

Até ao final do ano, será disponibilizado a Portugal 14,2 mil milhões de euros, dos quais 2,6 mil milhões vêm do FMI e 11,6 da União Europeia. 

troika tsu taxa social única fmi segurança social
Ver comentários