Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
1

VENDA DA GRUNDIG SEM DESPEDIMENTOS

A Delphi, subsidiária do ‘gigante’ General Motors, anunciou ontem, em conferência de Imprensa, a compra da empresa Grundig Car Intermédia Sistem, alargando para seis o número de unidades em Portugal. A fábrica de Braga, que tem nos seus quadros 900 trabalhadores e facturou 180 milhões de euros em 2002, foi adquirida por 58 milhões de euros, 55 milhões em dinheiro e o restante por assunção de dívida.
18 de Novembro de 2003 às 00:00
Rui Enes, director da Grundig de Braga, que vai continuar no cargo, disse que “este negócio é a prova de que a unidade bracarense teve condições para sobreviver, apesar do processo de insolvência da casa-mãe, na Alemanha”.
“Não haverá deslocalização e, enquanto a empresa for competitiva, os postos de trabalho mantêm-se na íntegra”, assegurou Rui Enes.
Já Volker Brat, director da Delphi para a Europa, referiu que o principal objectivo desta aquisição é fazer da Delphi Delco Electronics a maior produtora de sistemas de rádio para automóveis da Europa.
Quanto à marca Grundig, Volker Brat sublinhou que “ela vai ser utilizada enquanto for considerada uma mais-valia”.
Com a aquisição da fábrica de Braga, a Delphi passa a contar com seis unidades fabris em Portugal (Braga, Guarda, Castelo Branco, Linhó, Ponte de Sor e Seixal), empregando cerca de 5200 trabalhadores.
A Delphi alarga assim o leque de produtos de que dispõe para a indústria automóvel, acrescentando a produção de auto-rádios às cablagens, apoios de motor, sistemas de ignição, airbags, sensores e solenóides, que fornece para vários construtores automóveis europeus.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)