Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
8

Venda de Campo Alegre gera controvérsia

A Câmara do Porto aprovou esta terça-feira, com os votos contra do PS e da CDU, a venda em hasta pública de um terreno contíguo ao parque de estacionamento do Campo Alegre pelo preço base de 3,1 milhões de euros.
5 de Julho de 2011 às 19:32
Venda de terreno gera polémica na câmara do Porto
Venda de terreno gera polémica na câmara do Porto FOTO: Joana Neves Correia/CM

O vereador da CDU questionou a avaliação daquele terreno e levantou dúvidas sobre "o que ali vai ser construído", bem como sobre o futuro do terreno do parque adjacente, para onde afirma estar previsto "uma estação de metro" da linha projectada para o Campo Alegre.

Outra questão levantada pelo vereador prende-se com o "futuro urbanístico do que ali está feito", ou seja, do parque de estacionamento existente ao lado do terreno que vai para hasta pública. "Estamos a falar de um terreno fundamental para o metro", insiste, referindo que se fala também da construção de "um hotel" ali. Mas a câmara afirma que "nunca teve informações sobre a eventual pretensão de construção de um hotel nesse terreno", considerando que "essa pretensão seria estranha, na medida em que um hotel não é equipamento, à luz do PDM do Porto, pelo que a sua construção não poderia ser aprovada". 

Segundo Rui Sá, outra "questão preocupante" sobre a hasta pública que esta terça-feira foi apreciada e aprovada "é entender o que ali vai ser construído" que, segundo o PS, é um edifício com 6.000 metros quadrados acima do solo e 4.00 enterrados, para estacionamento.

O PS votou contra, alegando contra a venda desse terreno que o preço base proposto "está muito abaixo" do que ele vale, que está previsto para lá uma construção com "densidade excessiva" e com "uma forma" desconhecida.  Em nota enviada à Agência Lusa sobre as questões apresentadas pela oposição, a Câmara afirma ainda que "mesmo que a avaliação fosse baixa, não haveria problema, porque tratando-se de uma hasta pública, não faltaria quem aparecesse a dar mais".

"Confirma-se que está prevista a construção de uma estação de Metro subterrânea" naquele local quando a segunda fase do Metro avançar e se tal vier a acontecer", confirma o vereador do Urbanismo. Gonçalo Gonçalves completa, frisando que "qualquer projecto que venha a ser apresentado para aquele terreno terá, como é óbvio, derespeitar o PDM em vigor e será articulado com a Metro do Porto".

Campo Alegre Porto terrenos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)