Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
9

Vice do PSD acumula reformas

O vice-presidente do PSD Diogo Leite Campos é um dos 1521 funcionários do Estado que se vão aposentar em Outubro, conforme publicado ontem em Diário da República.
8 de Setembro de 2010 às 00:30
Diogo Leite Campos aposentou-se como professor catedrático
Diogo Leite Campos aposentou-se como professor catedrático FOTO: Vítor Mota

O ex-professor catedrático da Universidade de Coimbra vai auferir uma pensão de 3240,93 euros, valor que soma à reforma que já recebe do Banco de Portugal, de onde se aposentou como administrador em Fevereiro de 2000. O fiscalista exerceu aquele cargo entre os anos de 1994 e 2000.

"Já me aposentei [da Universidade de Coimbra] desde 1 de Setembro. Decidi fazê-lo este ano, apesar de poder estar mais cinco anos, porque entrei para a universidade aos 16 anos, como aluno, e agora faço 66. Achei que 50 anos, meio século, ligado à Faculdade de Direito é suficiente. Tive a tentação de esperar até aos 70 anos, mas não gosto de sair empurrado. Foram 43 anos no serviço docente, primeiro como assistente, depois como professor", disse ao Correio da Manhã o vice-presidente do PSD.

Os professores são de resto quem mais engrossa a lista de futuros aposentados. Na verdade, só os ministérios da Educação e da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior são responsáveis por mais de um terço dos futuros pensionistas. Logo atrás surgem os ministérios da Saúde e do Ambiente e do Ordenamento do Território. As reformas mais elevadas, contudo, têm origem no Ministério do Ensino Superior, com cerca de duas dezenas de pensões milionárias.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)