Barra Cofina

Correio da Manhã

Exclusivos
7

88 inspecções a pontes


Equipas de mergulhadores, orientadas por engenheiros à superfície, vão inspeccionar no próximo ano as fundações de 88 pontes nacionais. O início da operação está marcado para Abril, numa altura em que os caudais dos rios estão mais estáveis, facilitando a verificação dos alicerces das travessias rodoviárias.
28 de Dezembro de 2009 às 00:30
A queda da ponte de Entre-os-Rios foi um alerta para o estado das pontes
A queda da ponte de Entre-os-Rios foi um alerta para o estado das pontes FOTO: Lusa

'Lançámos um concurso, distribuído por três lotes, para 88 inspecções subaquáticas', revelou ao Correio da Manhã o vice-presidente da Estradas de Portugal, Eduardo Gomes. Trata-se de um investimento orçado em cerca de meio milhão de euros, acrescentou o responsável.

Estas inspecções fazem parte do calendário de manutenção da Estradas de Portugal, não estando qualquer ponte em risco, garante aquele responsável, numa alusão a uma polémica recente que apontava para a existência de 17o pontes e viadutos com problemas estruturais.

De facto, a Estradas de Portugal classificou o estado de conservação de 169 obras de arte (classificação entre um, em bom estado, e cinco, em mau estado): 150 receberam a classificação de 4 e 19 receberam o mais alto nível de prioridade, o 5. 'Mas isso não significa que estejam em risco', sublinha. E obras de arte, para a empresa, são 'pontes e viadutos mas também passagens agrícolas e aquedutos'. Cerca de 72 por cento destas 169 obras têm menos de 20 metros, concretiza aquele responsável.

'Quando detectamos problemas numa ponte temos várias soluções, que podem ir desde o controlo das cargas até à desactivação total', afirma Eduardo Gomes, acrescentando que este ano foram desactivadas cinco travessias, todas de pequena dimensão.

A última operação de inspecção subaquática terminou em 2007, com 185 estruturas avaliadas e intervencionadas.

RIO TEJO CONTA COM 16 TRAVESSIAS E MAIS DUAS EM PROJECTO

Nos 230 quilómetros de percurso do rio Tejo em Portugal, existem actualmente 16 pontes ferroviárias, rodoviárias e duplas, sendo que a primeira ponte rodoviária a ser executada em território nacional foi precisamente a ponte de Abrantes, inaugurada em 1870, segundo a Estradas de Portugal. O Governo já anunciou mais duas pontes sobre o rio Tejo: uma que ligará as cidades de Abrantes e Ponte de Sor e outra entre Chelas e o Barreiro. Esta última travessia está incluída no projecto de alta velocidade, e para além do TGV terá um tabuleiro rodoviário e um outro para comboios convencionais.

EP TEM 4833 PASSAGENS

As estradas portuguesas contam com mais de cinco mil obras de arte inventariadas, entre pontes, viadutos ou pequenas passagens agrícolas. Dessas, 4833 são da responsabilidade da Estradas de Portugal. De acordo com a empresa, desde 2007 que são realizadas inspecções de rotina a todas as obras de arte (mesmo de outros donos mas que interferem na rede) estando neste momento a ser percorrido, pela segunda vez, aquele património, totalizando 6874 fiscalizações. A vigilância acelerou apósa tragédia de Entre-os-Rios.

CDS QUESTIONA ADJUDICAÇÕES

O CDS-PP questionou o Ministério das Obras Públicas e o presidente das Estradas de Portugal sobre 'o processo de adjudicação' e 'a legalidade de alguns procedimentos' na implementação do Plano Rodoviário Nacional.

As perguntas apresentadas pelos deputados, e entregues por intermédio do presidente da Assembleia da República, questionam o Ministério das Obras Públicas sobre se este 'deu instruções à Estradas de Portugal para a realização de estudos prévios para a escolha do modelo a seguir na realização da Auto-Estrada Transmontana e Douro Interior'.

SAIBA MAIS

PONTE NO NILO

A ponte mais antiga de que háreferência era sobre o rio Nilo,e terá sido construída em 2560 a.C. pelo rei egípcio Menés.

1776

A primeira ponte metálica do Mundo foi construída sobre o rio Severn, em Coalbrookdale, Inglaterra.

1897

O regulamento português para Projectos, Provas e Vigilânciade Pontes Metálicas data de 1897. Entre as mais antigas, contam-se a ponte Luiz I e D. Maria Pia, ambas sobre o rio Douro, no Porto.

POMBOS

Os excrementos dos pombos são um problemas para as pontes: são responsáveis pela corrosão das estruturas em aço.

700 CÂMARAS VIGIAM CARROS

Cerca de 700 câmaras controlam o tráfego no território nacional, entre estradas nacionais e auto-estradas. Dessas, os automobilistas têm acesso a cerca de 60, através do site da Estradas de Portugal (www.estradas.pt), explicou ontem ao Correio da Manhã fonte da empresa.

As imagens provenientes das câmaras instaladas nas principais estradas e auto-estradas nacionais são visionadas no Centro de Comando da Estradas de Portugal, permitindo, face à existência de problemas, accionar os mecanismos de informação ou de socorro, em caso de acidente.

Recentemente, a empresa passou a disponibilizar as imagens de vídeo e até fotográficas do trânsito em tempo real num portal de apoio aos automobilistas.

Para além das imagens, o site dá ainda acesso à informação dos painéis de mensagem variável sobre ocorrências, acidentes, trabalhos, condicionamentos, etc.

Este novo portal de trânsito permite ainda o cálculo de percursos e itinerários, facilitando a programação das viagens. Segundo fonte da empresa, é também disponibilizada informação sobre dados de tráfego, meteorologia, restauração, farmácias e hospitais, entre outros serviços de apoio ao automobilista.

O estradas.pt disponibiliza também tecnologia widget, que é uma miniaplicação que acede à internet permitindo ao utilizador o rápido acesso às informações de trânsito sem ter de aceder ao endereço da Estradas de Portugal.

Para quem está de viagem e sem ter acesso a um computador, a empresa que gere a rede nacional de estradas disponibiliza as mesmas informações mas concebidas para telemóveis (m.estradas.pt).

O portal permite ainda o prenchimento electrónico dos formulários de reclamações.

EMPRESA GERE 13 400 KM

A Estrada de Portugal gere actualmente (incluindo subconcessões) uma rede constituída por13 400 quilómetros. A empresa, liderada por Almerindo Marques, tem por missão financiar, conservar, explorar e requalificar as vias existentes. Tem ainda competências para conceber, projectar, construir e financiar novas vias. É neste âmbito que se encontram seis novas concessões decididas pelo Governo e que foram chumbadas pelo Tribunal de Contas.

REPARAÇÕES NO MOMENTO

Quarenta e um veículos especialmente concebidos para a Estradas de Portugal já estão a percorrer o território nacional e a fazer, na hora, as reparações necessárias. Estas carrinhas circulam com apenas um técnico habilitado a aplicar massas de secagem rápida para tapar pequenos buracos, para trocar sinais de trânsito em mau estado e até para serrar troncos que se encontrem a atrapalhar a circulação. Prestam ainda apoio a automobilistas em apuros.

NOTAS

VIDEOVIGILÂNCIA: TRÁFEGO

A videovigilância das estradas e auto-estradas mais congestionadas permite disponibilizarcom mais rapidez informação complementaraos automobilistas em circulação

FUNCIONÁRIOS: 66 CONTROLAM

A Estradas de Portugal tem neste momentoenvolvidos na conservação de obras de arte,entre as quais pontes e viadutos, mais de sessenta funcionários

IMPREVISTOS: 12 INTERVENÇÕES 

A Estradas de Portugal tem neste momentoenvolvidos na conservação de obras de arte,entre as quais pontes e viadutos, mais de sessenta funcionários

 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)