Barra Cofina

Correio da Manhã

Exclusivos
7

Augusto garantiu que carro era seu

Rita Pereira terá sido a primeira pessoa a quem o dono do stand telefonou.
17 de Outubro de 2011 às 01:00
Angélico foi buscar o carro ao stand Auguscar na madrugada do acidente. Funcionário abriu-he a porta
Angélico foi buscar o carro ao stand Auguscar na madrugada do acidente. Funcionário abriu-he a porta FOTO: Duarte Roriz

Num telefonema logo após o violento acidente que vitimou Angélico Vieira na A1, em Estarreja, Augusto Fernandes confirmou à actriz Rita Pereira que o BMW 635 era seu. A garantia de que o carro era emprestado foi novamente dada pelo dono do stand Auguscar a Paulo Fonseca, amigo do cantor, já no Hospital de Santo António, no Porto.

"A Rita foi a primeira pessoa para quem o Augusto ligou. Ele disse-lhe que tinha emprestado um carro ao Angélico e que ele tinha sofrido um acidente. Entretanto, a Rita telefonou-me e pediu-me para ir ao hospital, pois moro no Norte. O Augusto também estava já a caminho e confirmou-me a mesma versão", contou ao CM Paulo Fonseca.

Nas primeiras horas após a tragédia, o dono do stand revelou a Paulo todos os pormenores do empréstimo do BMW. Augusto tinha também ido a Baiona com o cantor. Angélico regressou mais cedo com os amigos, e o empresário ficou em Espanha, mas ligou a um funcionário do stand, na Póvoa de Varzim, para abrir o estabelecimento e emprestar o carro. Angélico chegou ao local por volta da 01h00.

"O Augusto disse-me que o funcionário foi abrir o stand de madrugada e que teve de tirar mais de cinco carros para conseguir chegar ao BMW. Era esse o carro que tinha ficado combinado emprestar", acrescentou Paulo, cujo filho mais novo era afilhado do cantor.

O amigo de Angélico ficou muito admirado com o aparecimento de um contrato de compra e venda. "Disse à Rita, e depois a mim, que o carro era emprestado. Após o funeral, mudou de versão. Algo não bate certo", concluiu o amigo do cantor.

MÃE NÃO USA JEEP OFERECIDO

Após a morte de Angélico, Augusto entregou um Jeep Compass preto a Filomena, mãe do cantor. Disse que o filho tinha encomendado o carro e que lhe pretendia preparar uma surpresa. Filomena aceitou a prenda, mas nunca utilizou o carro. O Jeep está parado na sua casa e a mulher não faz para já intenção de o usar.

O carro foi entregue cerca de dois meses depois da morte do cantor. Foi Augusto quem levou o Jeep a Lisboa e o entregou à mãe do cantor.

LEVAVA AMIGOS AO STAND

Angélico apresentava vários amigos a Augusto e aconselhava-os a comprarem carros no stand. Em troca, o empresário emprestava-lhe carros. "O Angélico promovia o Augusto e em troca ele deixava-o andar com os carros. Esse era o lucro que tirava, pois poucas eram as viaturas que ele comprava", explicou ao CM Paulo Fonseca, que adiantou ainda que também ele chegou a comprar carros ao stand Auguscar.

AUTÓGRAFOS VENDIDOS EM LEILÕES NA NET

Após a morte de Angélico Vieira, várias pessoas colocaram autógrafos do cantor à venda em sites de leilões. A maioria das recordações foi de imediato comprada e até há quem já tente negociar a troca de fotografias e de posters.

Nos leilões, as licitações têm começado na sua maioria nos 25 euros, atingindo depois preços mais elevados. Mas há também casos em que um autógrafo do cantor esteja já a ser disputado na ordem dos 500 euros.

 

ANGÉLICO CARRO STAND AUGUSTO TRAGÉDIA ACIDENTE
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)