Barra Cofina

Correio da Manhã

Exclusivos

Bes reduz participação no Benfica

O Banco Espírito Santo (BES) comunicou ontem à CMVM (Comissão do Mercado de Valores Mobiliários) que as acções detidas na SAD do Benfica representam 7,97% do capital da entidade liderada por Luís Filipe Vieira.
31 de Dezembro de 2009 às 00:30
Ricardo Salgado é presidente do BES
Ricardo Salgado é presidente do BES FOTO: Ricardo Pereira/Sábado

O banco presidido por Ricardo Espírito Santo Salgado detém directamente 1,832 milhões de acções da equipa benfiquista e há 200 acções simbólicas detidas por elementos dos órgãos sociais do BES. A quota do banco reduziu-se na sequência do aumento de capital de 75 milhões para 115 milhões de euros, realizado pela entrada em espécie do Estádio da Luz no capital.

Com esta operação o Benfica detém 40% da SAD, mas o controlo das águias é maioritário, porque o segundo accionista é outra empresa do universo benfiquista, a Benfica SGPS. O BES é o parceiro financeiro e maior investidor externo. Com posições relevantes na estrutura accionista da equipa das águias encontra-se Luís Filipe Vieira, que em Junho deste ano tinha 850 mil acções, José Guilherme (840 mil), Sportinveste, de Joaquim Oliveira (612 mil acções), e Somague.

Ontem as acções da SAD fecharam a 2,55 euros, um ganho de 21% no ano, mas abaixo dos cinco euros de entrada em Bolsa.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)