Barra Cofina

Correio da Manhã

Exclusivos
6

‘Chuva’ de 4 mil milhões da UE

O apoio às pequenas e médias empresas é uma das novidades do novo quadro de fundos europeus.
Miguel Alexandre Ganhão(miguelganhao@cmjornal.pt) e Raquel Oliveira 15 de Janeiro de 2015 às 01:00
O ministro Poiares Maduro promete calendário em fevereiro
O ministro Poiares Maduro promete calendário em fevereiro FOTO: Lusa

A economia nacional vai receber cerca de quatro mil milhões de euros de fundos europeus até ao final do ano, apurou o CM junto de fonte oficial. E a corrida aos apoios comunitários já começou, com a abertura de seis linhas de financiamento. Há ainda muitas outras a serem preparadas.

A agricultura foi o primeiro setor a beneficiar da abertura de linhas, ainda no final de 2014, mas já foram entretanto abertas as candidaturas a apoios à internacionalização das empresas. Até ao momento, já foram abertas linhas do novo quadro comunitário – Portugal 2020 – no valor de cerca de 300 milhões de euros.

Para já, os programas abertos destinam-se exclusivamente a grupos de empresas e associações. Em causa, estão apoios à qualificação – no valor de 25 milhões de euros – e a participação em feiras e exposições no estrangeiro, uma linha de 70 milhões de euros. Em breve, deverão abrir as linhas que se destinam diretamente às pequenas e médias empresas (PME).

O apoio às PME é precisamente uma das grandes alterações deste novo quadro comunitário. Até 2020, o programa conta com uma verba que atinge os 4,4 mil milhões de euros destinados precisamente a estas empresas, que compõem cerca de 90% do tecido empresarial. Trata-se de verbas destinadas a qualificar e a internacionalizar empresas sem privilegiar setores, antes permitindo o acesso a todas desde que reúnam as condições. Uma estratégia que atinge transversalmente todos os setores económicos.

Até ao final do ano, serão injetados na economia 4 mil milhões de euros, 3 mil milhões dos quais transitam do quadro comunitário anterior (QREN), garantiu ao CM fonte oficial. Dos 25 mil milhões de euros que o País vai receber, apenas mil milhões de euros serão usados este ano.

milhões UE fundos europeus apoio
Ver comentários