Barra Cofina

Correio da Manhã

Exclusivos
3

Menina de sete anos morre com bactéria de hamster

Doença que vitimou Joana Teixeira é transmissível. Criança vivia na Maia.
Paulo Jorge Duarte 21 de Novembro de 2017 às 01:30
Joana Teixeira tinha sete anos e morreu no dia 13
Menina estudava no Centro Escolar de Gandra
Os hamsters são pequenos mamíferos roedores e podem viver até três anos
A sepultura em Águas Santas
Joana Teixeira tinha sete anos e morreu no dia 13
Menina estudava no Centro Escolar de Gandra
Os hamsters são pequenos mamíferos roedores e podem viver até três anos
A sepultura em Águas Santas
Joana Teixeira tinha sete anos e morreu no dia 13
Menina estudava no Centro Escolar de Gandra
Os hamsters são pequenos mamíferos roedores e podem viver até três anos
A sepultura em Águas Santas
A morte de Joana Teixeira, de sete anos, aluna do Centro Escolar da Gandra, Maia, está envolta em mistério. Um hamster, animal doméstico da família, terá transmitido uma bactéria infecciosa à criança. Foi esta a explicação dada pelo médico à família. A menina morreu na sequência da falência dos rins no Hospital de S. João, no Porto. Os pais dos colegas questionam a escola, a Câmara da Maia e as autoridades de saúde sobre a segurança dos filhos.

"Queremos saber o que se passou e se os nossos filhos não correm perigo. Sabemos que esta criança conviveu com os colegas e já há, hoje, uma outra criança com os mesmos sintomas de vómitos e de diarreia" disse ao CM o pai de um aluno.

"Informámos os encarregados de educação de que a doença é transmissível e quais os procedimentos de prevenção a seguir. Aguardamos por instruções superiores sobre o protocolo a seguir pela escola" revelou Manuel Ferreira, diretor do agrupamento de escolas.

A Autoridade de Saúde do Agrupamento de Centros de Saúde Maia/Valongo anunciou estar a "proceder à investigação epidemiológica" da doença, que se adquire por ingestão de alimentos ou água contaminados, "sendo também possível a transmissão pessoa a pessoa (fecal-oral).

Joana sofreu com vómitos e diarreia   
Os sintomas da doença (vómitos e diarreia) duraram alguns dias. Joana Teixeira acabou por ser levada ao hospital de Alfena, em Valongo. O estado de saúde da criança agravou-se e foi transferida, de urgência, para o Hospital de S. João, no Porto.

Morreu dois dias depois, na segunda-feira da semana passada, vítima de falência dos rins. O corpo da criança foi sepultada no cemitério de Águas Santas, próximo da residência dos pais.

Bastonário fala em casos "raríssimos"   
Jorge Cid, bastonário da Ordem dos Veterinários, diz que "há casos destes relatados, mas são raríssimos ". "Se houver cuidados de higiene e controlo de um veterinário, o risco de isto acontecer é muito diminuto", afirmou ao CM, sublinhando desconhecer   este caso em concreto.

SAIBA MAIS 
200
A pandemia de peste negra que assolou a Europa e a Ásia em meados do século XIV matou entre 75 a 200 milhões de pessoas. A doença é causada pela bactéria Yersinia Pestis, transmitida aos seres humanos através de pulgas dos ratos-pretos e outros roedores.

Doenças dos roedores
São várias as doenças transmissíveis dos roedores aos humanos, entre as quais salmonelose, leptospirose, doença de Weil, Peste, Toxoplasmose ou Tularemia.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)