Barra Cofina

Correio da Manhã

Exclusivos
8

Crise portista: dirigentes criticam passividade

A decisão da Comissão Disciplinar da Liga de Clubes, que anteontem enviou ao FC Porto uma nota de culpa dando-lhe conta de que no âmbito da justiça desportiva haviam sido considerados como culpados de dois crimes de tentativa de corrupção, está a gerar uma verdadeira onda de mal-estar nos azuis-e-brancos. O gabinete jurídico dos portistas está a estudar os processos, mas deverá aceitar as punições para evitar o prolongamento dos casos.
2 de Abril de 2008 às 13:00
Pinto da Costa está cada vez mais encurralado pela justiça. A poucos dias do seu clube ser campeão, o FC Porto é ‘julgado’ pela Liga
Pinto da Costa está cada vez mais encurralado pela justiça. A poucos dias do seu clube ser campeão, o FC Porto é ‘julgado’ pela Liga FOTO: António Rilo

O FC Porto opta assim por perder seis pontos já esta época, evitando que o caso transite para a Federação e que a punição seja aplicada na próxima época. Onde o previsível campeão nacional seria obrigado a começar com seis pontos a menos, podendo colocar em causa as aspirações ao título.

Dirigentes e destacados elementos portistas disseram ao CM discordar da posição dominante na SAD. 'Se o clube não contestar a nota de culpa é uma forma de aceitar a culpa. O FC Porto fica com essa mácula e entendo que, se tem a consciência tranquila, não deve aceitar a punição. Não nos podemos esquecer que estamos a falar de um clube que na épocaemcausa (2003/2004) foi campeão europeu e que as conclusões agora tiradas pela Liga são ridículas e absurdas', disse ao CM um dirigente do FC Porto que no entanto pediu o anonimato.

ESCUTAS TELEFÓNICAS

Os dirigentes portistas foram anteontem surpreendidos com a decisão da Liga de Clubes. Embora a conclusão dos processos não tenha sido muito gravosa para o clube (a manter-se a acusação do Ministério Público, corrupção consumada, o FC Porto arriscava a descida de divisão), a verdade é que Pinto da Costa não contava sequer com a indicação de que teria cometido qualquer infracção disciplinar.

Além disso, os dirigentes portistas contestam a utilização das escutas telefónicas nos processos disciplinares, numa altura em que ainda estão pendentes recursos no Tribunal Constitucional para aferir a validade das mesmas.

O assumir da culpa do FCPorto nos processos disciplinares pode também ter consequências na acção cível, pelo menos em termos das convicções do julgador. Numa altura em que Pinto da Costa se prepara para mais uma decisão instrutória no processo FC Porto-E. Amadora.

CONSELHO DE JUSTIÇA DA FPF DECIDE RECURSOS

Se os clubes contestarem as notas de culpa poderão recorrer para o Conselho de Justiça da FPF. Um órgão constituído por sete elementos, todos licenciados em Direito: presidente: António José da Rocha Gonçalves Pereira; vice-presidente: Elísio da Costa Amorim; vogais: José António Fialho Silva e Sousa, Francisco José Cerqueira Mendes da Silva, Álvaro Manuel Reis Batista, Eduardo dos Santos Pereira e Francisco José Baixinho Cravo.

Se o processo se arrastar no CJ da FPF além de 11 de Junho, o FCPorto arrisca-se, no caso de condenação, a ser punido com a perda de seis pontos na época de 2008/09. 

DEPOIMENTO DE ÁRBITRO NA BASE DE PROCESSO

Um dos jogos que dá origem a processo disciplinar ao clube axadrezado é o Boavista-Académica (0-0), de 2003/04, foi considerado irrelevante pela equipa de Maria José Morgado. A falta de investigação judicial não evitou que a Liga ouvisse os árbitros do encontro, equipa liderada por Jorge Sousa. O depoimento de um deles, segundo fontes contactadas pelo CM, está na base da acusação à SADdoBoavista, alvo de três processos disciplinares, sendo o caso do jogo com a Briosa o único em que João Loureiro não é referenciado. A testemunha ter-se-à apenas cingido a Valentim Loureiro, sendo que, à data, o major não tinha qualquer ligação oficialà SAD axadrezada. Valentim é líder da AGda Liga e só a Federação poderá instaurar-lhe um processo.

DISCURSO DIRECTO: 'FALAREI DE TUDO QUANDO FOR OPORTUNO':  Hermínio Loureiro, presidente da Liga de Clubes

Correio da Manhã – – A Liga de Clubes já enviou as notas de culpa ao FC Porto e ao Boavista. Que comentários faz aos castigos a aplicar?

Hermínio Loureiro – Não comento a decisão. São assuntos que a seu tempo ficarão resolvidos e não me compete falar deles agora porque estão em segredo de justiça.

– Para quando, então, uma posição oficial da Liga?

–Falareidetudo quando for oportuno, inclusive, das muitas mentiras que têm sido ditas e escritas em relação ao processo ‘Apito Dourado’.

– Que tipo de mentiras? Pode exemplificar?

– Só quando for oportuno.

– Mas esperava estes desenvolvimentos?

– Não vou comentar nada por agora. Com todo o respeito que a Comunicação Social me merece, este não é o momentodeprestar qualquer tipo de declarações sobre estes acontecimentos.

DEPOIMENTOS

'NOTIFICAÇÕES SÃO NORMAIS': Laurentino Dias | Sec. de Estado

'As notificações são factos normais. No que respeita à justiça desportiva, o Governo deve estabelecer regras de funcionamento de todo o sistema. A partir daí, ficam às Federações desportivas e respectivas Ligas as obrigações de cumprir dentro dos prazos e proceder em conformidade quando há conhecimento de possíveis infracções.' 

'QUE A JUSTIÇA SEJA JUSTA':  D. Soares Oliveira | Dirigente

'Aguardamos por aquilo que a Justiça, quer desportiva quer civil, está a fazer. Esperamos resultados com celeridade e depois pronunciamo-nos. Ninguém fica satisfeito quando uma situação tão triste como esta ocorre, sendo, porém, fundamental que a justiça seja, de facto, justa e devidamente aplicada.'

'ISTO SÓ SERVE PARA ENTRETER': Pôncio Monteiro | Advogado

'Isto só serve para entreter. Não concebo que se tomem atitudes por parte em relação a uma Liga de há quatro anos e não se veja o que se passou mais para trás, como quando uma equipa precisava e marcava oito golos à CUF para ser campeã [o Benfica]. Qualquer dia, vamos ao tempo de Calabote.'

'PARECE-ME EXTEMPORÂNEO': Luís Duque | Empresário

'Parece-me extemporâneo que possam tirar pontos ao FC Porto pelo que se passou numa Liga há quatro anos e logo num campeonato que o FC Porto vai ganhar bem e de uma forma limpa. Há coisas estranhas para mim, que penalizem tão à posteriori em relação ao que se investiga.'

'NÃO PRESTIGIA O PAÍS E O FUTEBOL': Vicente Moura | Presidente doCOP

'Não prestigia o país nem o desporto português. Parece que os indícios são muitos, mas as matérias provadas em tribunal são poucas. Significa que um acusado, por intermédio de paliativos da própria justiça, pode protelar uma decisão, ou um inocente ver-se condenado em praça pública porque decorrem meses até se provar a sua inocência.'

'AGORA SABEM DO QUE FALAVA'. Octávio Machado | Treinador

'É caso para dizer que agora é que eles sabem do que é que eu estava a falar. Isto só me surpreende pela dimensão muito pequenina. A corrupção e o tráfico de influências não são de agora. Acho péssimo que se tirem pontos aos clubes. Técnicos e jogadores não têm culpa.'

'MAIS IMPORTANTE É AGIR RÁPIDO':  Pedro Henriques | Árbitro

'Neste momento o mais importante é que as instâncias, no plano desportivo e da Justiça, ajam o quanto antes e tomem as medidas que acharem correctas para punir os infractores. Como agente desportivo só posso apelar à calma e tranquilidade no que respeita à arbitragem.'

'ACUSAÇÕES SÃO DIFERENTES': Cunha Leal | Advogado

'Causa-me estranheza que a acusação da justiça desportiva não coincida com a que foi feita nos tribunais judiciais. A da justiça desportiva coloca-se num patamar com ilícito de penalização inferior, porque fala de tentativa de corrupção, que tem uma pena inferior à de acusação de corrupção. Custa-me a entender.'

DELITOS QUE ORIGINARAM PROCESSOS DISCIPLINARES 

Futebol Clube do Porto 

ACUSAÇÃO

Tentativa de corrupção nos jogos FCPorto-E. Amadora e Beira-Mar-FCPorto, ambos de 2004

APLICAÇÃO DA LEI

O delito de corrupção sob a forma de tentativa está previsto no ponto 2 do artigo 51.º do Regulamento Disciplinar da Liga. Os clubes que cometam tal crime, em provas por pontos, são punidos com a subtracção de três pontos na classificação geral e derrota no jogo tentado viciar. Ou seja, oFCPorto pode ficar com menos seis pontos. Em termos monetários, a multa pode balançar entre os 25 e os 100 mil euros.

Boavista Futebol Clube

ACUSAÇÃO 

Coacção sobre árbitros nos jogos comBenfica e Belenenses (fora) e com a Académica (casa)

APLICAÇÃO DA LEI

ORegulamento Disciplinar reserva o ponto número 2 do artigo 54.º para o delito de coacção sobre qualquer elemento da equipa de arbitragem. No caso de tal se confirmar, a moldura penal é exactamente igual à do crime de corrupção consumada, ou seja, o clube é condenado à descida de divisão e a uma multa entre os 50 mil e os 200 mil euros para cada um dos três jogos em que os axadrezados estão envolvidos.

União Desportiva de Leiria

ACUSAÇÃO

Delito de corrupção sob a forma de tentativa, envolvendo o árbitro-auxiliar BernardinoSilva

APLICAÇÃO DA LEI

Tal como no caso doFCPorto, a União de Leiria incorre no delito de tentativa de corrupção, envolvendo o árbitro-auxiliar Bernardino Silva, também notificado pela Comissão Disciplinar da Liga de Clubes. Para o clube leiriense a pena passa também pela subtracção de três pontos e derrota no jogo alvo de ilícito, sendo que é ainda desconhecido o número de partidas em que os leirienses são acusados.

PINTO DE SOUSA MULTADO

Pinto de Sousa, acusado de 144 crimes de falsificação das classificações da arbitragem, perdeu o recurso interposto para o Tribunal da Relação de Lisboa onde requeria o afastamento do juiz Carlos Alexandre. O advogado já recorreu para o Tribunal Constitucional, conseguindo assim suspender o início da instrução.

Por ter recorrido de uma questão que o tribunal considerou inútil foi multado em dez unidades de conta. Cerca de 900 euros que, num posterior recurso, conseguiu reduzir para metade.

O advogado recorreu entretanto para o Tribunal Constitucional, onde invoca a mesma questão. Diz que o juiz tem de ser afastado, por ter tido intervenção numa diligência do inquérito.

Ainda segundo o CM apurou, os desembargadores da Relação consideraram que a questão não se coloca. E lembraram até que era o próprio Pinto de Sousa, representado por João Medeiros, que considerava que o juiz era idóneo. 'Se o diz no recurso, porquê o afastamento?', interrogavam--se os magistrados.

PARADO HÁ OITO MESES

'Uma aparência de legalidade' escondia a verdade. O sistema de classificação dos árbitros estava 'vocacionado' para a falsificação da verdade desportiva. A convicção da equipa mista da PJ e do MP, liderada por Maria José Morgado, deu origem a uma acusação que pretende levar a julgamento dirigentes da Comissão de Arbitragem, árbitros e observadores da II categoria. São mais de 500 crimes que estão em causa, mas o processo está parado em Lisboa há oito meses na sequência do recurso de Pinto de Sousa.

'Havendo a capacidade de se irem introduzindo no interior do Conselho de Arbitragem, ao longo do tempo, dirigentes, árbitros, observadores e assessores, que se apresentem como permeáveis a desígnios fraudulentos da verdade desportiva e que cedam às influências de determinados clubes [...], estamos perante um sistema vocacionado efectivamente para a alteração da verdade desportiva', pode ler-se no relatório final da PJ.

CONTRADIÇÕES

JUSTIÇA DESPORTIVA

-FC Porto tentou corromper Augusto Duarte.

-Caso Boavista-Estrela não deu nota de culpa.

Caso Boavista-Académida configura coacção.

Bartolomeu suspeito de pressionar árbitros.

Valentim ainda não recebeu nota de culpa.

Três partidas podem levar oBoavista à descida.

Assistente Bernardino Silva arrisca suspensão.

JUSTIÇA CIVIL

Pinto da Costa pronunciado por corrupção consumada.

TICdo Porto pronunciou Valentim e o filho João.

Equipa de Morgado diz que é irrelevante.

MP arquiva processo por falta de indícios.

Tribunal de Gondomar julga-o por corrupção.

João Loureiro pronunciado por um só jogo.

O auxiliar não tem qualquer acusação contra si.

SANDINENSES QUEREM TRÊS MILHÕES

Os dirigentes dos Dragões Sandinenses justificaram ontem no Tribunal de Gondomar o pedido de indemnização cível de mais de 3 milhões de euros por danos patrimoniais e morais alegadamente resultantes do facto de o clube ter perdido o campeonato da 2.ª Divisão B na época de 2003-2004,conquistada pelo Gondomar Sport Clube.

'Foi um roubo de catedral', afirmou Amadeu Lopes da Costa, antigo dirigente do clube de Sandim, para renegar uma grande penalidade assinalada pelo árbitro Valente Mendes contra os dragões sandinenses já no final do jogo com o Gondomar e que acabou com um empate a um golo. 'Ninguém viu o penálti', rematou

Artur Saúl, que ainda dirige a comissão administrativa do clube de Sandim, afirmou que 'há pelo menos dois jogos em que os resultados foram viciados, ambos com o Gondomar'. Referiu nomeadamente que o árbitro Carlos Machado 'expulsou o jogador dos Dragões sandinenses, Chico Silva, num lance em que ele tentava salvar a bola e não tocou sequer nas pernas do jogador do Gondomar', disse Artur Saúl, que afirmou ainda que na época em causa 'muitos outros dirigentes da mesma categoria lhe diziam que já estava decidido que era a equipa de Gondomar que subiria à Divisão de Honra'.

NOTAS DE CULPA DA FPF EM RELAÇÃO A GONDOMAR

ÁRBITROS

 RuiSilva

 SérgioPereira

 PedroSanhudo (arguido)

 José M. Rodrigues (arguido)

 Paulo Silva

 Aníbal Gonçalves

 António Eustáquio (arguido)

 José Palma

 Licínio Santos (arguido)

 SérgioSedas

 Fernando Valente

 Jorge Saramago (arguido)

 Manuel V. Mendes (arguido)

ASSISTENTES

 Ivan Vigário

 Miguel Oliveira

 Eduardo Gaspar

 Rui Dias

 Gavinho Fernandes

 Paulo Nobre

 Batista Silva

 Rangel Bernardo

 Filipe Pereira

 Francisco Mendes

 Pedro Ribeiro

 Fausto Marques

 NunoFraguito

 Hugo Silva (arguido)

 Ricardo Pinto (arguido)

 João Macedo (arguido)

 VítorAndrade

 Jorge Marques

 José Figueiredo

OBSERVADORES

 JoãoMesquita (arguido)

 Manuel da Cunha

DIRIGENTES

 José Luís Oliveira (arguido)

 Castro Neves (arguido)

FOLGA EM GONDOMAR

Hoje, não vai haver julgamento em Gondomar. O perito Adelino Antunes pediu para ser interrogado apenas amanhã, o que levou o juiz a fazer uma pausa no julgamento que está a decorrer. AntónioCarneiro da Silva aceitou o pedido de um dos advogados que alegava a necessidade de estar noutro julgamento.

FPF ALVO DE BUSCAS

A Federação Portuguesa de Futebol foi alvo de buscas domiciliárias por parte da equipa de Maria José Morgado. Que o ano passado ainda conseguiu apreender os memorandos que continham, escritos à mão, as notas das alterações que deveriam ser feitas à margem dos regulamentos desportivos. Havia ‘acertos’ a pedidos dos interessados.

RUI SILVA NOMEADO PARA JOGO DA LIGA

Rui Silva, árbitro da 1.ª categoria, está entre os 34 juízes que receberam notas de culpa da Federação Portuguesa de Futebol resultantes do processo ‘Apito Dourado’ agora em julgamento, em Gondomar. O árbitro de Vila Real foi nomeado pela Comissão de Arbitragem da Liga de Clubes para um jogo da próxima jornada do principal campeonato português, no caso, entre a União de Leiria e a Naval 1.º de Maio.  

SÓ O SPORTING FECHOU POSITIVO

As acções do Sporting foram as únicas do sector desportivo que fecharam ontem a subir, após ser conhecida a nota de culpa ao FCPorto. O clube de Alvalade cotou-se a 1,8 euros, com o ganho de 2,85 por cento. O FC Porto desvalorizou-se 1,11 por cento, para 1,78 euros. Sinal negativo também para o Benfica, que fechou a 2 euros, menos 0,49 por cento.  

NOTAS

ÁRBITRO DEVE CONTESTAR

Augusto Duarte, árbitro da 1.ª categoria, só ontem foi notificado.Deverá contestar a nota de culpa, desconhecendo--se o que será feito por Martins dosSantos, ex--árbitro

CRISTAL DE RUI SILVA

Rui Silva não quer mostrar a peça de cristal que o Benfica alegadamen-te lhe ofereceu. O clube já o negou e disse que era acrílico. As acusações foram feitas no Tribunal de Gondomar.

IMPRENSA ESTRANGEIRA

BBC (INGLATERRA) - JOGOS COMBINADOS

A estação inglesa diz que o FC Porto é acusado de combinar jogos e que José Mourinho (técnico em 2003/04) não está implicado

AS (ESPANHA) - IRREGULARIDADES

O jornal espanhol AS diz que o FC Porto tem cinco dias para responder às acusações de irregularidades e que pode descer de divisão

RAI (ITÁLIA) - FC PORTO SOB ACUSAÇÃO

A televisão italiana RAI avança com a suspeita de corrupção sobre o FC Porto e que o clube e Pinto da Costa foram notificados

GLOBO (BRASIL) - FC PORTO PERDE 6 PONTOS

O site do Globoesporte adianta que o FCPorto pode perder seis pontos, mas que mesmo assim continua na liderança da Liga

L'ÉQUIPE (FRANÇA) - ACUSAÇÃO FORMAL

O jornal L’Équipe avança a acusação formal ao FC Porto e que se se provar corrupção na forma consumada o clube desce de divisão

OLÉ (ARGENTINA) - FC PORTO NA 2ª DIVISÃO?

O Olé levanta o cenário de descida de divisão para o FC Porto e destaca que nenhum argentino jogava nos dragões em 2003/04

TIMES (INGLATERRA) - FC PORTO INVESTIGADO

O Times avança com o inquérito ao FC Porto e diz que Pinto da Costa pode ser suspenso e que vai a tribunal num processo civil

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)