Barra Cofina

Correio da Manhã

Exclusivos
1

Desobedecer é palavra de ordem

Manifestantes voltaram a tentar ocupar escadarias da Assembleia da República.
17 de Outubro de 2011 às 01:00
Ruas de Braga também foram percorridas pelos manifestantes
Maria Cristina Teixeira saiu à rua em Faro e levou algo para ser lido
Um dos manifestantes concentrados junto ao Palácio de São Bento sentiu-se mal e teve que ser assistido
Estátuas de leões no Palácio de República foram domadas por alguns dos presentes
A Avenida dos Aliados, no Porto, teve enchente na tarde de sábado
Ninguém quis sair do local da concentração
Alguns participantes no Protesto dos Indignados mantiveram-se junto ao Parlamento ao cair da noite
Carga policial 'varreu' manifestantes das escadarias do Parlamento
No Porto algumas pessoas vestiram-se a rigor para o acontecimento
Percurso entre o Marquês de Pombal e a Assembleia da República serviu para mostrar mensagens aos transeuntes
Protesto dos 'Indignados' em Lisboa partiu do Marquês de Pombal às 15h30
Milhares ficaram nas escadarias do Palácio de Belém
Ruas de Braga também foram percorridas pelos manifestantes
Maria Cristina Teixeira saiu à rua em Faro e levou algo para ser lido
Um dos manifestantes concentrados junto ao Palácio de São Bento sentiu-se mal e teve que ser assistido
Estátuas de leões no Palácio de República foram domadas por alguns dos presentes
A Avenida dos Aliados, no Porto, teve enchente na tarde de sábado
Ninguém quis sair do local da concentração
Alguns participantes no Protesto dos Indignados mantiveram-se junto ao Parlamento ao cair da noite
Carga policial 'varreu' manifestantes das escadarias do Parlamento
No Porto algumas pessoas vestiram-se a rigor para o acontecimento
Percurso entre o Marquês de Pombal e a Assembleia da República serviu para mostrar mensagens aos transeuntes
Protesto dos 'Indignados' em Lisboa partiu do Marquês de Pombal às 15h30
Milhares ficaram nas escadarias do Palácio de Belém
Ruas de Braga também foram percorridas pelos manifestantes
Maria Cristina Teixeira saiu à rua em Faro e levou algo para ser lido
Um dos manifestantes concentrados junto ao Palácio de São Bento sentiu-se mal e teve que ser assistido
Estátuas de leões no Palácio de República foram domadas por alguns dos presentes
A Avenida dos Aliados, no Porto, teve enchente na tarde de sábado
Ninguém quis sair do local da concentração
Alguns participantes no Protesto dos Indignados mantiveram-se junto ao Parlamento ao cair da noite
Carga policial 'varreu' manifestantes das escadarias do Parlamento
No Porto algumas pessoas vestiram-se a rigor para o acontecimento
Percurso entre o Marquês de Pombal e a Assembleia da República serviu para mostrar mensagens aos transeuntes
Protesto dos 'Indignados' em Lisboa partiu do Marquês de Pombal às 15h30
Milhares ficaram nas escadarias do Palácio de Belém

O direito à desobediência civil foi uma das primeiras iniciativas aprovadas pela Plataforma Organizadora do 15 de Outubro, que ontem já congregava 37 movimentos de indignados. E, apesar de a organização falar em "desobediência civil pacífica", a verdade é que os ânimos voltaram a exaltar-se na assembleia popular.

Depois de, no sábado, terem saído à rua cerca de cem mil indignados – de acordo com a organização –, ontem, os membros que saíram para as ruas de Lisboa não chegavam a uma centena. Mas a ocupação da escadaria da Assembleia da República esteve iminente. Tudo porque a polícia não permitiu a realização da assembleia popular na escadaria da "casa da democracia" a bem, apesar dos constantes apelos: "Deixem-nos sentar, as escadas são nossas", entoaram os participantes. A recusa policial irritou alguns dos membros, que ameaçaram derrubar as grades que os separavam. Mas alguns participantes mais contidos travaram a indignação e a assembleia popular acabou por se realizar em plena estrada, obrigando ao corte de trânsito.

"Estamos aqui por bem, num espírito positivo. O que queremos mesmo é ver o País sair desta crise", garantiu uma das organizadoras ao CM, acrescentando que "é complicado um movimento tão lato controlar certos membros". "A nossa ideia é apenas e só criar uma democracia participada", assegurou outro membro.

Para já, além da desobediência popular, prevista na Constituição, a Plataforma Organizadora aprovou uma auditoria à dívida e o apelo a uma greve geral. Foi também convocada uma nova manifestação, que , ao que tudo indica, irá realizar-se a 26 de Novembro, embora esta ainda não seja uma data definitiva. Mas as ideias são mais que muitas. "Ninguém sai daqui enquanto a dívida não for para o espaço ou enquanto não decidirem que não há nenhuma privatização da água", atirou um dos intervenientes. Outro participante, sugeriu: "Temos é de averiguar a responsabilidade desta crise."

71 DETENÇÕES EM NOVA IORQUE

Um total de 71 manifestantes anti-Wall Street foram detidos no sábado em Nova Iorque, com 42 das detenções a ocorrerem no final do protesto dos indignados em Times Square, informou ontem a polícia nova-iorquina. De acordo com o movimento ‘Ocupar Wall Street’, cerca de 15 mil manifestantes encontravam-se no local ao fim da tarde de sábado.

DETIDOS PRESENTES A TRIBUNAL

Os dois manifestantes detidos durante o protesto dos indignados na escadaria da Assembleia da República na noite de sábado vão hoje ser presentes ao Tribunal de Pequena Instância. De acordo com o responsável pelo destacamento policial presente na manifestação, intendente Luís Elias, um rapaz e uma rapariga com cerca de 20 anos foram detidos no sábado, por volta das 22h00, "por resistência e coacção a agente da autoridade na sequência da linha de ordem pública feita para reocupar o espaço".

A concentração de ontem obrigou ao corte do trânsito na rua de São Bento, em Lisboa. Os carros deixaram de poder circular entre a rua Nova da Piedade e a Calçada da Estrela por volta das 19h15, uma vez que os manifestantes decidiram mostrar a sua indignação sentando-se na estrada.

Cerca de 100 mil pessoas, entre as quais estudantes, desempregados, reformados e famílias, participaram na manifestação de indignados em Lisboa, no sábado, segundo os organizadores do protesto.

 

INDIGNADOS PARLAMENTO PROTESTOS DESOBEDECER
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)