Barra Cofina

Correio da Manhã

Exclusivos
4

“Ele tinha um buraco no peito”

Um morto, um ferido muito grave e quatro ligeiros em três dias de largadas de touros.
30 de Maio de 2010 às 00:30
José Feijão, 65 anos, foi surpreendido, junto às tábuas, pela fúria do touro
José Feijão, 65 anos, foi surpreendido, junto às tábuas, pela fúria do touro FOTO: direitos reservados

As largadas de touros da Feira de Maio da Azambuja continuam a fazer vítimas. Ontem, no terceiro dia de festas, houve mais um ferido grave a registar. Pedro Cardoso, comandante dos Bombeiros da Azambuja, disse ao CM que se trata 'de um jovem, que não é da terra. Foi atingido na zona pélvica e já saiu do recinto com as vísceras de fora'.

Duas horas antes foi a enterrar, no cemitério da Azambuja, o homem colhido por um touro na quinta-feira. José dos Santos Feijão, 65 anos, foi surpreendido pelo primeiro touro da tarde, junto a uma zona de tronqueiras. A vítima, reformada da Câmara Municipal da Azambuja, ainda foi hospitalizada, mas acabou por falecer no hospital de São José, em Lisboa.

'O senhor estava junto às tábuas. O touro virou-se e surpreendeu-o. Quando o vi deitado no chão, ele tinha um buraco no peito. Foi então que conseguiram puxar o homem por baixo das tábuas', disse uma testemunha. 'Nos últimos anos têm-se registado sempre desgraças. Mas costumam ser pessoas de fora, pouco habituadas aos touros. Mas este senhor era da terra e fazia isto há anos'. A vítima deixa dois filhos, um dos quais bombeiro na Azambuja.

De acordo com os Voluntários da Azambuja, desde quinta-feira já se verificaram um morto, um ferido grave e quatro ligeiros.

Ver comentários