Eleitores reprovam Sócrates

Pela primeira vez em seis meses de governação, José Sócrates não consegue uma nota positiva, ficando-se pelos 8,8 pontos, numa escala de 0 a 20. Uma situação inédita que revela o descontentamento dos portugueses com o primeiro-ministro, apesar de o PS manter a posição de partido mais votado, segundo os resultados de uma sondagem CM/Aximage.
10.09.05
  • partilhe
  • 0
  • +
Francisco Louçã, do BE, é o preferido dos inquiridos, seguido de Jerónimo de Sousa, do PCP, com uma diferença de apenas um ponto.
Se dúvidas houvesse sobre o fim do ‘estado de graça’ do Governo, os eleitores dissipam-nas: metade dos inquiridos considera que o Executivo está a governar pior do que se esperava. José Sócrates tem, assim, motivos para ficar preocupado.
Entre Abril e Maio, os eleitores descontentes com a equipa de Governo socialista não chegavam aos dois dígitos. A partir de Junho, as sondagens apontaram um aumento de insatisfação a rondar os 40 por cento.
O Verão parece não ter corrido da melhor forma para o Executivo: o aumento de impostos, a queda de um ministro das Finanças, a economia estagnada – ainda que os indicadores sejam mais animadores – e, sobretudo, o País a arder levaram a que só 10,6 por cento dos inquiridos considerem que Sócrates superou expectativas.
Nem mesmo o eleitorado socialista dá o benefício da dúvida a Sócrates. Mais de 40 por cento dos eleitores, que normalmente votam PS, apontam o dedo ao seu líder. Nesse sentido, quando se questiona a actuação de líderes partidários, os socialistas também preferem... Francisco Louçã, coordenador permanente do Bloco de Esquerda, com 13,2 pontos contra 12,3 de Sócrates.
O primeiro-ministro só tem motivos para sorrir pelo seu partido. Se as eleições fossem hoje, o PS obteria a vitória com 38,2 por cento. Ainda assim, também seria o pior resultado desde 20 de Fevereiro. O PSD ficar-se-ia pelos 30,1%, a CDU continuaria a ser a terceira força política e o CDS-PP não chegaria à fasquia dos 5 por cento.
À direita, Marques Mendes (PSD) e Ribeiro e Castro (CDS-PP) não conseguem descolar das notas negativas. O presidente democrata-cristão tem, contudo, melhor performance do que o seu adversário Marques Mendes, que mantém o último lugar das preferências dos portugueses.
FICHA TÉCNICA:Objecto: Intenção de voto legislativo, avaliação de líderes partidários e expectativas no Governo UNIVERSO Eleitores residentes em Portugal em lares com telefone fixo. AMOSTRA Aleatória estratificada por habitat, sexo, idade, actividade e escolaridade, polietápica e representativa do universo, com 600 entrevistas telefónicas (322 a mulheres) COMPOSIÇÃO Proporcional pela variável estratificação RESPOSTAS Taxa de resposta de 78,7 por cento. Desvio padrão máximo de 0,020. REALIZAÇÃO 5 e 6 de Setembro para o Correio da Manhã pela Aximage, com a direcção técnica de Jorge Sá.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!