Barra Cofina

Correio da Manhã

Exclusivos
8

Elite para travar vaga de assaltos

Secretário-geral do Sistema de Segurança Interna forma equipas mistas com elementos da PSP, GNR e Polícia Judiciária para prevenir roubos violentos.
18 de Janeiro de 2011 às 00:30
Tal como sucedeu em 2008 para travar o aumento de roubos por carjacking, PSP e GNR vão usar as mesmas unidades especiais fortemente armadas para travar sucessão de assaltos a ourivesarias
Tal como sucedeu em 2008 para travar o aumento de roubos por carjacking, PSP e GNR vão usar as mesmas unidades especiais fortemente armadas para travar sucessão de assaltos a ourivesarias FOTO: Vitor Mota

Carros potentes, armamento topo de gama e informação partilhada entre PSP, GNR e Polícia Judiciária. Esta é a fórmula encontrada pelo secretário-geral do Sistema de Segurança Interna (SG-SSI) para travar a vaga de assaltos a ourivesarias e lojas de compra e venda de ouro. A medida, ordenada pelo juiz conselheiro Mário Mendes após reunião do Gabinete Coordenador de Segurança, tem efeito imediato e repete a fórmula usada em 2008 para travar os roubos por carjacking e os assaltos a postos de combustíveis.

Segundo o CM apurou junto de fonte oficial do Gabinete do SG--SSI, "a alteração do ‘modus operandi’ referenciado nalguns destes crimes [assaltos a ourivesarias] acarreta preocupações acrescidas dado que são reveladores de mais organização e, pontualmente, maior violência". Por isso, "o estabelecimento de equipas mistas desta natureza é apontado como uma mais-valia no estudo e combate ao fenómeno criminal", garante a mesma fonte.

Na primeira linha destas equipas mistas estarão, sabe o CM, as Equipas de Intervenção Táctica e Análise da GNR e as Equipas de Reacção Encoberta da PSP, nascidas em 2006 no seio das unidades de Operações Especiais das duas forças de Segurança. Um dos objectivos é apanhar assaltantes em flagrante, de forma a contornar a dificuldade de identificação dos criminosos, que actuam encapuzados devido às câmaras de videovigilância.

MÁRIO MENDES SAI EM FEVEREIRO

O secretário-geral do Sistema de Segurança Interna, Mário Mendes, deixa o cargo em Fevereiro, a seu pedido. A informação foi comunicada pelo Ministério da Administração Interna. Em funções desde 2008, o mandato de Mário Mendes fica marcado pela criação de equipas conjuntas internacionais de combate ao terrorismo e pela organização da segurança na visita do Papa e na Cimeira da Nato.

TRÊS ASSALTOS A CADA DOIS DIAS

O número de assaltos em busca de ouro cresceu no final do ano passado e intensificou-se no início deste ano. Só no mês de Janeiro, contabilizam-se três assaltos a cada dois dias.

O objectivo é, primordialmente, ouro. Mas as ourivesarias não são o único alvo, também as casas de compra e venda de ouro usado e os ourives que vendem em feiras são assaltados de dia e à porta de casa.

 

POLÍCIAS GNR PSP SEGURANÇA ASSALTOS OURIVESARIAS
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)