Passos mete 90 milhões no banco de Relvas

Parparticipadas fez cinco aumentos de capital em dois anos. O dinheiro serviu para amortizar créditos concedidos pelo BPN, que o BIC rejeitou no acordo de compra.
Por Miguel Alexandre Ganhão|02.02.16
Notícia exclusiva para assinantes. Para ler faça Login ou AssineSaiba mais aqui.
Passos mete 90 milhões no banco de Relvas
Governo de Passos injetou milhões de euros no banco Efisa, que está a ser comprado por uma sociedade da qual faz parte o ex-ministro Miguel Relvas Foto Miguel A. Lopes/Lusa
O Estado injetou no banco Efisa 90 milhões de euros e vendeu-o por 38,5 milhões à Pivot SGPS, uma sociedade de capitais portugueses e angolanos da qual faz parte o ex-ministro do PSD, Miguel Relvas. Foram cinco aumentos de capital realizados pela Parparticipadas, sociedade estatal criada em 2010 para gerir um conjunto de 13 sociedades que ...
Exclusivos CMEste artigo é exclusivo para Assinantes Correio da Manhã
Se já é Assinante, faça o seu loginouAssine 1 mês por 1€.
Para ler TODOS OS EXCLUSIVOS CM de hoje por 0.60€ + IVA
Obtenha o seu código de acesso com uma simples chamada telefónica
ou
UTILIZE O 
Assine agora o Correio da Manhã Digital
  • Assine Acesso integral ao Correio da Manhã ePaper (tal como é impresso em papel, veja exemplo)
  • AssineAcesso ilimitado a todo o site do Correio da Manhã.
  • AssineTodos os exclusivos, opinião e análise da edição em papel.
Saiba mais
Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
Comentário mais votadoEscreva o seu comentário
  • De portuense02.02.16
    Passos perdeu toda a credibilidade juntos dos portugueses daqueles que fazem parte da família social democrata! E quem ganha com esta tristes medidas, é o CDS!
2 Comentários
  • De zalves03.02.16
    Olá!!!!??? Será Passos Coelho sócio de Relvas no Banco? Muita massa sr. Coelho!!!!
    Responder
     
     4
    !
  • De portuense02.02.16
    Passos perdeu toda a credibilidade juntos dos portugueses daqueles que fazem parte da família social democrata! E quem ganha com esta tristes medidas, é o CDS!
    Responder
     
     11
    !