Barra Cofina

Correio da Manhã

Exclusivos
4

“Foi uma cilada do Moniz”

Rui Pedro Soares considera-se vítima de uma armadilha de Moniz
5 de Julho de 2010 às 00:30
“Em Portugal há uma escandaleira se a PT entrar na TVI”, diz Rui Pedro
“Em Portugal há uma escandaleira se a PT entrar na TVI”, diz Rui Pedro

Na ressaca do veto ao negócio PT-TVI Rui Pedro Soares queixa-se de ter sido vítima de uma 'cilada de José Eduardo Moniz'. Uma longa escuta a uma conversa entre aquele ex-administrador da PT e Paulo Penedos, advogado que era seu assessor jurídico, reflecte todos os contornos da tese de Rui Pedro Soares.

Todavia, nessa escuta, são evidenciados também todos os passos dados por Rui Pedro Soares para viabilizar a entrada da PT na TVI, implicando o afastamento de Manuela Moura Guedes da apresentação do ‘Jornal de Sexta’ e de qualquer presença no ecrã. São também claras todas as movimentações em torno da negociação da saída de José Eduardo Moniz, da forma como a sua eventual candidatura à presidência do Benfica foi usada e de todos os avanços e recuos gerados pelo conhecimento que Manuela Ferreira Leite e Cavaco Silva teriam do negócio. Numa escuta que parece ter sido ‘plantada’ para que a investigação fosse induzida noutros caminhos, Rui Pedro deixa, porém, muitos pormenores que apontam para a sensibilidade política da questão e para o conhecimento que o Governo tinha da possibilidade de a PT entrar na TVI . Nesta altura, 27 de Junho do ano passado, já a investigação do processo ‘Face Oculta’ temia que os suspeitos tivessem sido avisados da possibilidade de estarem sob escuta. Essa hipótese concretizou-se particularmente a partir das escutas captadas no dia 25 de Junho.

'CM' DIVULGA NA ÍNTEGRA DOCUMENTO DA PJ DE AVEIRO ENVIADO PARA O PARLAMENTO

27 de Junho 12h05

Rui Pedro Soares RPSe Paulo Penedos PP

RPS pergunta a PP se tem um papel e uma caneta porque lhe vai contar a cilada que o Moniz fez e relata aquilo que parece ser a sua versão dos acontecimentos: Em Maio a Prisa informa a PT que o Moniz vai sair para o Benfica e que vai ser presidente em Outubro. E quer abrir negociações porque está desesperado e tem que fechar até 30 de Junho. Vêm cá a Lisboa e falam com o Zeinal e com ele (RPS). Esteve a ver as datas – foi a 25 de Maio. E o que dizem eles no dia 25 de Maio? Que o Moniz vai sair da estação, que está desgastado, que ele quer sair, quer ir para o Benfica e que o Estado pode entrar na Média Capital (?). Com aquelas coisas do Zeinal a PT diz que não, que tem que ver várias hipóteses. Entretanto fica combinado que na semana seguinte o RPS vai a Madrid falar com o Polanco e diz-lhe que não percebeu o que ele lhe disse, o que disse na reunião e pede-lhe que concretize. E o Polanco terá repetido que o J. E. Moniz está desgastado, quer sair e (...) que gostava muito que a PT entrasse no negócio. Continua RPS a contar que na altura lhe disse que isso não podia ser porque se a Prisa entra no negócio, com o Moniz... em Portugal há uma escandaleira monumental e diz--se que há censura. Polanco retorquiu que o Moniz está de acordo e defende o negócio. Ele está de acordo, quer sair, decidimos em Maio que a mulher dele sai do ecrã a 30 de Junho e passava para o núcleo de formação de programas. Entretanto eles (Prisa) dão conhecimento ao Moniz de que estão a apresentar o negócio à PT. Moniz mete-se no Benfica, depois das eleições europeias. As eleições são a um domingo, na segunda o Vieira antecipa as eleições e na terça sai uma notícia no ‘Jornal de Negócios’ a dizer que o Moniz, ou melhor, a dizer que a PT e a Cofina estão a negociar a compra da Média Capital. A seguir o Moniz candidata--se ao Benfica nessa mesma semana. Todo o quadro muda. Isto é, ele vai sair, portanto o que se diz é verdade, ele realmente ia ser consultor. Os espanhóis devem andar a falar com o Bernardo Bairrão e com o Moniz dizendo-lhes que estavam em negociações com a PT, com o Zeinal e com ele (RPS). A seguir há um azar. Isto continua fechado na mão do RPS e do Zeinal e este diz ao RPS para ir a Madrid fechar o negócio. Trocam mensagens no domingo à noite e supostamente o RPS ia a Madrid na terça-feira fechar o negócio. O Zeinal que jantou com o Moniz diz que este está de acordo. Ao mesmo tempo RPS jantava em Madrid e o Polanco … há aqui um primeiro revés ele (RPS) tem os papéis assinados da PT mas não lhos dá a assinar, no primeiro jantar, porque estava à espera que o Zeinal lhe dissesse se o jantar com o Moniz tinha corrido bem. O jantar Zeinal/Moniz tinha corrido bem mas sem papéis assinados. Na 4.ª de manhã o Zeinal manda o contrato do Moniz mas não está assinado e RPS informa o Zeinal de que está tudo bem mas aquela situação não pode existir se o Moniz não assinar. Porque se ele assinar e disser por fora que foi uma forma de o afastar não serve. Ainda 4.ª a Manuela F. Leite vai à SIC e diz que o negócio está fechado. Por quê? Porque o RPS tinha combinado com o Polanco, depois do jantar, para fechar o negócio porque supostamente já tinha o contrato assinado com a assinatura do Zeinal e faltava só a assinatura do Polanco. Só que há a entrevista da Ferreira Leite e o Zeinal continua sem dizer que a situação do Moniz está fechada e eu vou falar com o Polanco mas não assino outra vez o contrato, não lhe dou o contrato para ele assinar. Na 5.ª feira de manhã, regresso a Lisboa e destroem-se os contratos. Portanto, no pressuposto do Moniz e da Ferreira Leite eu tinha assinado os contratos na 4.ª à noite e na reunião das administrações da PT e da Prisa, de 5.ª feira, ia-se aprovar o negócio só que o RPS, que nasceu numa sexta-feira 13, teve consciência que lhe estavam a mentir e não assinou os contratos.

A Ferreira Leite diz na quarta à noite que o negócio está fechado e não está e o Cavaco fala na 5.ª feira de manhã mas o RPS não tem os contratos assinados. Chega à PT e diz ao Zeinal que aquilo não está feito, que deve ser tudo mentira, e destroem-se os contratos (noutro aparte pergunta ao PP – O que te parece isto? PP responde: eh... pá... parece bem..). (Esta resumo continua amanhã)

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)