Barra Cofina

Correio da Manhã

Exclusivos
3

Grupo PT dá emprego a filhos de políticos

O Grupo Portugal Telecom (PT) dá hoje emprego a dezenas de ex-políticos, autarcas e filhos de governantes. Os exemplos são inúmeros segundo apurou o Correio da Manhã. Assim, o filho de Teixeira dos Santos, recém-nomeado ministro das Finanças, é quadro da PT. Também a filha da ex-presidente da Câmara de Sintra, Edite Estrela, exerce funções no Grupo PT, assim como o irmão de Pedro Santana Lopes.
6 de Agosto de 2005 às 13:00
Os filhos de Teixeira dos Santos, Guterres, Sampaio, Marcelo e Edite Estrela trabalham na PT
Os filhos de Teixeira dos Santos, Guterres, Sampaio, Marcelo e Edite Estrela trabalham na PT FOTO: Tiago Sousa Dias
Estes são alguns dos nomes que se juntam aos já publicamente conhecidos: o filho do Presidente da República Jorge Sampaio, o filho do ex-primeiro-ministro, António Guterres, e o filho de Marcelo Rebelo de Sousa também têm emprego na PT.
Estes últimos foram recrutados por terem sido os melhores alunos dos respectivos cursos e alguns deles pertenciam a bancos de investimento internacionais como é o caso da Merryll Linch.
Entrada diferente no Grupo liderado por Miguel Horta e Costa teve o filho de Otelo Saraiva de Carvalho, Sérgio Carvalho, que é administrador na PT Sistemas de Informação foi convidado após a compra da empresa que ele mesmo ajudou a construir.
Contactada a Portugal Telecom, fonte oficial da empresa afirmou ao CM que “como um dos maiores empregadores de Portugal (o grupo tem, cerca de 30 mil colaboradores) é natural que façam parte dos quadros da Portugal Telecom elementos cujo parentesco esteja ligado a nomes conhecidos da sociedade portuguesa”. A mesma fonte acrescentou que, “qualquer colaborador da Portugal Telecom é alvo de um recrutamento seleccionado, e estes casos não são excepção”.
São vários os sistemas de recrutamento utilizados pelo Grupo Portugal Telecom. Para os cargos de topo, o Grupo costuma socorrer-se de empresas de ‘head hunting’ que seleccionam o perfil do candidato que se pretende recrutar, avaliam da sua disponibilidade para trabalhar em equipa e recolhem as condições de contratação. Para os cargos intermédios a PT recorre ao recrutamento realizado através de anúncios em jornais e nas parcerias que estabeleceu com praticamente todas as universidades portuguesas.
Aqueles protocolos permitem à Portugal Telecom recrutar muitos dos melhores finalistas de cada curso universitário, como foi o caso dos filhos de Sampaio, Guterres ou Marcelo Rebelo de Sousa, que após a licenciatura estagiaram na empresa liderada por Miguel Horta e Costa.
AUTARCAS E ANTIGOS MINISTROS
Não são apenas os filhos dos políticos que trabalham no universo do Grupo Portugal Telecom. O ex-ministro dos Negócios Estrangeiros, João de Deus Pinheiro e o ex-secretário de Estado para a Cooperação, Briosa e Gala, fazem também parte dos quadros da PT.
Em lugares não executivos encontram-se ainda Jaime Gama (actual presidente da Assembleia da República), José Lamego e Luis Todo Bom (ex-presidente da PT).
No poder autárquico, tembém são muitos os funcionários que se encontram à frente de Câmaras Municipais, e que por isso têm o seu cargo na PT suspenso.
O presidente da Câmara de Gouveia e ex-secretário de Estado da Agricultura, Álvaro Amaro, faz parte dos quadros da PT Comunicações, Manuel Frexes (presidente da Câmara do Fundão) está na TMN e no Conselho de Negócios Regionais da PT, organismo a que pertence também Isabel Damasceno, presidente da Câmara de Leiria.
Mas a telefónica portuguesa recorre a muitos outras figuras públicas. É o caso de Freitas do Amaral, actual ministro dos Negócios Estrangeiros, que já fez vários pareceres jurídicos a pedido da PT. Também o escritório de Vieira de Almeida é frequentemente solicitado pela empresas de telecomunicações.
UM NEGÓCIO QUE VALEU A ADMINISTRAÇÃO
A contratação de Sérgio Carvalho, filho de Otelo Saraiva de Carvalho e actual administrador da PT Sistemas de Informação, não passou nem por concurso nem por convite. Sérgio Carvalho ergueu, em 1992, uma empresa; a Megamédia, Soluções Multimédia, SA dedicada ao desenvolvimento e implementação de tecnologias de informação.
A empresa conseguiu desenvolver soluções em parceria com 25 das 100 maiores empresas nacionais, o que despertou o interesse da PT.
Em Junho de 2000, a PT Prime SGPS anunciava a compra de 75 por cento do capital da Megamedia com opção de aquisição sobre os restantes 25 por cento.
Em Outubro de 2002 foi a vez da PT Sistemas de Informação comprar à PT Prime a sua participação na Megamédia. Graças ao trabalho desenvolvido por Sérgio Carvalho, o filho de um dos nomes mais conhecidos do pós-25 de Abril foi convidado para a administração.
CASOS
JARDIM GONÇALVES
Não são apenas os filhos dos políticos que trabalham na Portugal Telecom. A filha de Jorge Jardim Gonçalves, presidente do Conselho Superior do BCP, também pertence aos quadros da PT.
GALVÃO TELLES
O Presidente da Assembleia Geral do Sporting, também é solicitado diversas vezes pela PT para fazer pareceres jurídicos.
NACIONAL
O universo do Grupo Portugal Telecom ao nível nacional reparte-se por quatro grandes áreas de negócio; rede fixa, comunicações móveis, multimédia e empresas instrumentais, num total de 12 empresas.
INTERNACIONAL
Ao nível internacional, o Grupo PT encontra-se presente em 14 países, onde possui 25 empresas. O principal destino de investimento do grupo é o Brasil, onde através da VIVO detém uma das maiores redes móveis da América Latina.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)