Barra Cofina

Correio da Manhã

Exclusivos
6

“Já cortam na comida”

Nova administração do Hospital de São Marcos raciona refeição dos doentes.
17 de Janeiro de 2010 às 00:30
Desde Setembro que o Hospital de S. Marcos tem nova administração
Desde Setembro que o Hospital de S. Marcos tem nova administração FOTO: Sérgio Freitas

O ano começou com novas e rigorosas regras no Hospital de São Marcos, em Braga, por parte do Grupo Mello Saúde, que gere a unidade desde Setembro. O lema é apertar o cinto, e reflecte-se até na comida que é servida aos utentes que fazem tratamento diário, e que estão revoltados.

"O almoço contemplava uma sopa, um pão, um iogurte e uma garrafa de água, mas não em simultâneo. Se quisermos a sopa e o iogurte já não nos dão o pão", contou ao CM um doente que frequenta o hospital de dia e que não quer ser identificado. "Isto é uma vergonha. Já cortam na comida. Quem está na sala de espera é mais bem tratado pelas senhoras da Cruz Vermelha", diz.

O CM sabe que nos serviços em que os doentes fazem tratamentos diários, não dormindo no hospital, as auxiliares estão proibidas de oferecer chá ou café com um pacote de bolachas a meio da manhã – e os tratamentos duram horas. Existe um kit de emergência, um pacote de bolachas e uma bebida, que só pode ser usado em casos urgentes. A utilização tem de ser justificada por escrito. O Correio da Manhã tentou falar com a administração do hospital, mas sem sucesso.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)