Barra Cofina

Correio da Manhã

Exclusivos
5

Perseguição em casa de político francês

A mulher do político e empresário francês Yves Galland não ganhou para o susto. Estava na moradia do casal, em Cacela, Vila Real de Santo António, com uma amiga, quando inspectores da PJ entraram pela propriedade, por volta das 04h30 da madrugada de 30 de Julho. Os investigadores procuravam um grupo de traficantes que tinha acabado de descarregar três toneladas de haxixe na praia, junto à casa. E suspeitaram de que estes se tinham escondido na propriedade de Galland.
5 de Agosto de 2009 às 02:00
A propriedade de Yves Galland fica sobre a praia da Fábrica, em Cacela Velha, onde os traficantes fizeram a descarga da droga antes de serem detidos pela PJ
A propriedade de Yves Galland fica sobre a praia da Fábrica, em Cacela Velha, onde os traficantes fizeram a descarga da droga antes de serem detidos pela PJ FOTO: Algarvephotopress

As duas senhoras ficaram incrédulas e, apesar de os inspectores da PJ se terem identificado e apresentado autorização para a operação, mostraram-se indignadas, até pela hora a que tudo se passou. Só no dia seguinte, com a intervenção do cônsul francês no Algarve, perceberam o que tinha acontecido.

'Os inspectores queriam apanhar os criminosos e não tiveram tempo para explicar o que se passava às senhoras', confirmou ao CM Isilda Gomes, governadora Civil de Faro. 'Quando souberam o que era a operação, até felicitaram as autoridades portuguesas', garante Isilda Gomes.

Refira-se que a operação foi um sucesso mas nada foi encontrado na propriedade de Yves Galland.

UMA REFERÊNCIA NA VIDA POLÍTICA FRANCESA

Nascido a 8 de Março de 1941, Yves Galland é um dos nomes históricos da política francesa. Ficou conhecido pela legislação que regulamentou as relações entre os fornecedores e os grandes distribuidores. A norma ficou conhecida por ‘Lei Galland’. Licenciado em Direito, foi eurodeputado entre 1979 e 86 e de 1989 a 95, pelo Partido Radical Valoisien. De 86 a 88 ocupa o cargo de ministro das Colectividades Locais, com Jacques Chirac. Em 1995, no primeiro governo de Alain Juppé, chefia o Ministério da Indústria e, de 1995 a 97, no segundo governo de Juppé, fica com as pastas das Finanças e Comércio – aprovando a lei que ficou com o seu nome. Em 2000 regressa à vida empresarial, indo presidir a Europe Assistance. Três anos depois, é nomeado presidente da Boeing francesa.

TRÊS TONELADAS DE HAXIXE APREENDIDAS E NOVE DETIDOS

Apesar do incidente em casa de Yves Galland, a operação da Polícia Judiciária, em conjunto com a Polícia Marítima, foi um sucesso. As autoridades detiveram nove suspeitos e apreenderam quase três toneladas de haxixe (2925 kg).

Dos detidos, oito são algarvios, o que explicará o bom conhecimento da zona. O outro é estrangeiro (a PJ não divulgou a nacionalidade). Além das detenções e da apreensão da droga, as autoridades capturaram, ainda, uma carrinha Nissan, um BMW e um Opel. Todos veículos utilizados no descarregamento e transporte da droga.

O haxixe, dividido em 92 fardos, foi colocado em terra na praia da Fábrica, perto de Cacela Velha, em Tavira. A droga destinava-se ao mercado internacional.

PORMENORES

SOZINHAS

Na altura em que tudo se passou, Yves Galland não se encontrava no local. As duas senhoras estavam sozinhas.

FÉRIAS

Ontem, quando o CM foi à casa, as duas senhoras estavam, mais uma vez, sozinhas. Escusaram-se a falar dizendo que Yves Galland só hoje estaria em casa e que só ele poderia prestar declarações.

PROXIMIDADE

A propriedade de Yves Galland fica sobre a praia de Cacela, onde foi feita a descarga.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)