Polícia barra campeã em unidade de elite da PSP

Marisa Pires, subcomissária de 27 anos, impedida de ser a primeira mulher no Corpo de Intervenção da PSP, após expulsão do curso.
Por Miguel Curado|28.02.18
Superou as rígidas provas, físicas e teóricas, previstas no curso do Corpo de Intervenção (CI) da PSP, com resultados por vezes superiores aos dos homens. Campeã nacional e europeia de Muay Thai (desporto de combate), a subcomissária Marisa Pires, de 27 anos, era admirada por alunos e formadores. No entanto, o sonho de ser a primeira mulher a entrar na unidade de elite da PSP teve um fim abrupto. A meio do curso (começou a 22 de janeiro, e termina a 27 de março), a jovem oficial foi expulsa.

Contactada pelo CM, fonte oficial da PSP justificou assim a decisão: "A formanda foi eliminada no quadro da aplicação das regras de frequência e aproveitamento." A Polícia, no entanto, recusou-se a concretizar as referidas razões.

Marisa Pires decidiu entrar no curso do CI, que há 12 anos não se realizava, quando comandava a esquadra do Palácio de Belém. A Polícia admitiu nesse curso 120 agentes e 12 oficiais (132 alunos).

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
Comentário mais votadoEscreva o seu comentário
  • De  Anónimo 01.03.18
    Os homens não gostam de ter mulheres nalguns cargos e em alguns serviços públicos principalmente se elas foram inteligentes espertas justas e honestas é uma pedra no sapato pra eles a questão é essa.
1 Comentário
  • De  Anónimo 01.03.18
    Os homens não gostam de ter mulheres nalguns cargos e em alguns serviços públicos principalmente se elas foram inteligentes espertas justas e honestas é uma pedra no sapato pra eles a questão é essa.
    Responder
     
     0
    !