Barra Cofina

Correio da Manhã

Exclusivos
2

Rui Pedro envolve Cavaco

Genro de Cavaco Silva e Ongoing iam comprar as rádios.
26 de Junho de 2010 às 00:30
Conversa sobre Cavaco aconteceu pouco antes de Sócrates falar
Conversa sobre Cavaco aconteceu pouco antes de Sócrates falar FOTO: Mário Cruz/Lusa

Rui Pedro Soares queria limitar o poder de reacção do Presidente da República no negócio PT-TVI e a solução passava por Luís Montez. Genro de Cavaco Silva, Montez está há muitos anos ligado à Comunicação Social (dono da Radar, da Oxigénio, da Rádio Capital e da Rádio Amália) e o objectivo era que o empresário fizesse parte do negócio entre a PT e TVI.

A 24 de Junho, quando estava em Madrid para fechar o acordo, e horas antes de José Sócrates ter dito no Parlamento que desconhecia o negócio, Rui Pedro fala com Paulo Penedos. Em tom de brincadeira, pergunta quanto é que vão cobrar por conferência e avança que há um dado novo – 'as rádios [a Media Capital é dona da Comercial, Rádio Clube, Cidade e M80] vão ser compradas pela Ongoing e pelo genro do Cavaco'. Penedos diz que isso é bom e pergunta se Rui Pedro é o 'autor dessa patifaria'. Em resposta, o antigo administrador da PT deixa bem claro qual é o objectivo: '[Falando sobre Cavaco] é o preço da paz e esse cala-se logo, fica a cuidar dos netos'.

Antes, Fernando Soares Carneiro, através de SMS, explicava a Armando Vara quais eram os objectivos da Ongoing em comprar a Cofina. O também ex-administrador da PT revelava que essa eventual compra integra-se na 'intenção estratégica de estruturação empresarial do grupo Ongoing. Sem quaisquer contornos políticos'. Soares Carneiro, que esta semana se soube que depois de renunciar ao seu cargo na PT começou a trabalhar com a Ongoing no Brasil, acrescenta ainda que fez o telefonema 'a pedido do Nuno Vasconcellos [presidente] da Ongoing e porque à PT interessa ter um accionista forte do campo dos media'.

JÚDICE E A INFORMAÇÃO SOBRE A TELEFÓNICA

O envolvimento de José Miguel Júdice e do seu escritório em todo o negócio PT-TVI é um dado que resulta das várias escutas ao caso ‘Face Oculta’. Depois de Rui Pedro Soares, numa conversa a 29 de Maio, ter adiantado que Júdice criou uma 'solução de antologia' para a compra da Media Capital, em outra conversa, no dia 24 de Junho, é revelado que o escritório de Júdice era o responsável pela compilação de notícias sobre os negócios entre a Telefónica e a Prisa, a 'cortina de fumo' que Paulo Penedos refere por várias vezes.

O objectivo era criar a sensação de que a Telefónica poderia avançar com a compra da TVI, o que tornava necessário que a PT avançasse. Às 13h56 Rui Pedro Soares insiste com Paulo Penedos na necessidade de terem 'notícias sobre as negociações da Prisa com a Telefónica, pois isso é decisivo para o negócio'. Às 15h25, Penedos informa que a 'informação do escritório do Júdice já chegou'. Rui Pedro dá ordens para que essa seja enviada a Nuno Vasconcellos e Rafael Mora (da Ongoing).

PGR INVESTIGA 'CASO MANUELA'

A Procuradoria Geral da República anunciou ontem que 'vai ser aberto um inquérito para apuramento de responsabilidades' relativamente ao facto de o processo de difamação aberto por Manuela Moura Guedes contra o primeiro--ministro ter estado oito meses parado. O processo está em fase de inquérito e cabe ao PGR a direcção das diligências a realizar.

'CM' DIVULGA NA ÍNTEGRA DOCUMENTO DA PJ DE AVEIRO ENVIADO PARA O PARLAMENTO

24 de Junho 12h08

Rui Pedro Soares RPSe Paulo Penedos PP

RPS e PP comentam reacções, mesmo dentro do partido, e falam de uma nomeação para a Lusa, do Afonso.

12h25,43

Fernando Soares Carneiro e Armando Vara

Mensagem de SMS de FSC para Vara: 'Para não haver dúvidas, a operação que te referi há pouco (por telefone) de uma eventual compra da Cofina integra-se, como não podia deixar de s'

12h25,55

Fernando Soares Carneiro e Armando Vara

Mensagem SMS: 'Na intenção estratégica de estruturação empresarial do grupo Ongoing. SEM QUAISQUER CONTORNOS POLÍTICOS. Seria certamente positiva para os bancos'.

12h26

Fernando Soares Carneiro e Armando Vara

Mensagem SMS: 'Em especial para os seus maiores credores (BCP, CGD) e daí o meu telefonema, pois permitirá reduzir o nível do endividamento excessivo que a empresa tem'.

12h27

Fernando Soares Carneiro e Armando Vara

Mensagem SMS: 'Em consequência da queda das acções da ZON. Fiz o telefonema a pedido do NV e porque à PT interessa ter um accionista forte no campo dos media, ainda mais se se consubstanciar uma operação com a Media Capital. Abraço. Fernando SC'.

13h29,07

Rui Pedro Soares RPSe Paulo Penedos PP

RPS e PP falam de eventuais comentários e notícias de jornais e especulam sobre o que se passará depois da concretização do negócio. Voltam a falar do Afonso Camões, da Lusa, e da informação que há sobre o gajo no mercado. RPS confirma que no 'mercado' sabem que ele é próximo do chefe. PP diz ao RPS que Soares Carneiro lhe disse que o negócio estava feito pois ontem à noite o Zapatero tinha falado com Sócrates.

13h56

Rui Pedro Soares RPSe Paulo Penedos PP

RPS liga a PP e volta a insistir com as notícias sobre as negociações da Prisa com a Telefónica, pois isso é decisivo para o negócio. PP vai ligar novamente para a agência de comunicação.

14h58

Rui Pedro Soares RPSe Paulo Penedos PP

RPS pergunta a PP se a Media Pro já disparou. PP responde que essa é a notícia, a informação que há aqui é que dispararam a Media Pro e as acções da Prisa (9%). Em tom de brincadeira, RPS pergunta quanto é que vão cobrar por conferência e avança que há um dado novo – as rádios vão ser compradas pela Ongoing e pelo genro de Cavaco. PP comenta que isso é bom e pergunta se é o RPS o autor dessa patifaria. RPS acrescenta, referido-se a Cavaco, que é o preço da paz e que esse cala-se logo, fica a cuidar dos netos. RPS pede a PP que diga à Florbela [secretária de RPS] qual o último voo para Lisboa ou depois fala com a Marta para que um avião o vá buscar.

15h02

Paulo Penedos PPe Rui Pedro Soares RPS

PP dá ao RPS os horários dos voos. Chegam à conclusão que não deve dar, razão pela qual RPS pede que tratem de um voo privado, ainda sem marcar, para as 10 ou 11 da noite.

15h07

Rui Pedro Soares RPSe Paulo Penedos PP

RPS pede ao PP que ligue a Paloma para que Manuel Polanco arranje outro local de reunião. Detectou a presença de um jornalista português à porta da Prisa, na Gra Via, e não quer ser visto a entrar para lá.

15h09

Paulo Penedos e Paloma

PP pede outro local de reunião para evitar que RPS seja fotografado ou mesmo visto a entrar na sede da Prisa.

15h25

Paulo Penedos PPe Rui Pedro Soares RPS

PP diz a RPS que já chegou a informação do escritório do Júdice. RPS diz-lhe que abra e depois de ouvir o resumo do conteúdo manda entregar ao Nuno Vasconcellos e ao Rafael Mora para eles enviarem por e-mail (da leitura resulta que são as notícias sobre negócios da ‘Telefónica/Prisa’ que tinham solicitado à agência de comunicação).

15h27

Paulo Penedos PP e Rafael Mora

O PP pede a Rafael o e-mail para enviar informação da Telefónica.

A VERSÃO DA COMISSÃO

SÓCRATES NÃO FALOU COM ZAPATERO

Nas respostas enviadas à comissão de inquérito, José Sócrates foi claro: 'Nunca falei com Zapatero a respeito de questões envolvendo a disponibilidade de a Prisa alienar parte do capital social da Media Capital, designadamente à PT'. Uma resposta que não bate com as informações resultantes de uma das escutas. Numa conversa de dia 24, Paulo Penedos diz a Rui Pedro que o 'Soares Carneiro lhe disse que o negócio estava feito pois ontem à noite o Zapatero tinha falado com o Sócrates'. Na comissão de inquérito, quando questionado se tinha conhecimento de algum a conversa entre Sócrates e Zapatero sobre este tema, Soares Carneiro limitou-se a responder: 'não'.

Das escutas hoje publicadas resulta ainda a questão da Telefónica (ver texto ao lado). Aos deputados, Manuel Polanco garantiu que 'em nenhum momento' teve conhecimento do interesse da Telefónica na TVI. Já Rafael Mora disse ter lido a notícia, publicada pelo ‘Diário Económico’, acrescentando que a mesma 'foi confirmada pela própria Telefónica', que acabou por comprar 22% da Digital Plus, um activo do grupo Prisa.

Ver comentários