Barra Cofina

Correio da Manhã

Exclusivos
1

Serra Lopes apanhado a gravar audiência

Serra Lopes, advogado de Carlos Cruz, foi apanhado a gravar as declarações que Catalina Pestana prestou ontem durante o julgamento do processo Casa Pia. A juíza Ana Peres soube disso e chamou Serra Lopes ao seu gabinete.
10 de Março de 2005 às 13:00
“Confirmo que utilizei um gravador normal. Não estava escondido no bolso do casaco, mas bem à vista em cima de dois livros. Já não é a primeira vez que o faço. Fi-lo quando o senhor Carlos Cruz e o senhor Carlos Silvino foram ouvidos”, adiantou, ao CM, o defensor de Cruz.
Sobre a reunião que teve no gabinete de Ana Peres, Serra Lopes referiu que se tratou de “uma conversa informal”. “A juíza chamou-me a atenção para o que eu estava a fazer, lembrando que tinha exarado um despacho que impede a audiência de gravar a sessões. Eu entendo que esse despacho é só para a audiência e não se aplica aos advogados.”
Na conversa com Ana Peres, o causídico afirmou, ainda, que chamou a atenção da magistrada para o facto de “pouco ou nada se ouvir” nas gravações que efectuou: “Demonstrei-lhe que não se percebe nada do que lá está contido. Sublinho, também, que a doutora Ana Peres não me deu qualquer ordem. Foi uma conversa amigável. De qualquer maneira, não tenciono voltar a fazê-lo”.
Quanto à forma como a magistrada soube do que se estava a passar, Serra Lopes sustentou que Ana Peres tinha sido informada por “alguém que protestou”. “Não sei quem foi”, assegurou.
MARTINS:"VAMOS ANALISAR"
José Maria Martins, defensor de Carlos Silvino, tem dúvidas sobre a “legalidade” do procedimento de Serra Lopes. “Vamos analisar a situação. Depois tomaremos a posição que se nos afigurar ética e deontologicamente exigível”, referiu, escusando-se a confirmar se vai, ou não, apresentar uma queixa na Ordem dos Advogados.
“Parece que o que se passou se deve analisar à luz da lei. Por enquanto, desconhecemos qualquer decisão judicial que permita aos advogados efectuarem gravações de declarações e depoimentos que sejam prestados em audiência de julgamento. Contudo, posso dizer que fiquei estupefacto com o procedimento do advogado Serra Lopes. Nunca, em 18 anos de profissão, tinha visto algo semelhante”, concluiu José Maria Martins.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)